Azambuja insistiu nas variantes com o secretário de Estado

Secretário de Estado das Infraestruturas visitou, em Azambuja, pontos críticos da rede viária

Município insistiu na urgência de construir variantes a Aveiras de Baixo e a Aveiras de Cima na EN366.

sec_estado_infraestruturas_azambuja03

O concelho de Azambuja recebeu na última segunda-feira, 17 de outubro, a visita do secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d’Oliveira Martins.

O presidente do Município, Luís de Sousa, aproveitou para sensibilizar o governante responsável pelas obras públicas em dois momentos. À chegada aos Paços do Concelho, seguiu-se uma reunião de trabalho em que o presidente apresentou as principais preocupações da autarquia e da população relativamente a alguns pontos críticos da rede viária do concelho. Após essa exposição dos vários problemas e das propostas do município para possíveis soluções, teve lugar uma breve visita a alguns desses locais, designadamente à EN3, à EN366 e à EN3-1.

Relativamente à EN3, uma das mais movimentadas estradas nacionais do país, o intenso tráfego pesado gerado pela atividade logística da Zona Industrial Azambuja/Vila Nova da Rainha e o nível de sinistralidade verificado continuam a evidenciar a necessidade da duplicação da via, a remarcação do piso e criação de faixas de segurança e soluções para o estacionamento indevido de pesados e ligeiros em vários pontos. No perigoso entroncamento com a Nacional 366 – conhecido como “cruzamento da Guarita” – continua a ser proposta a construção de uma rotunda.

Na EN366, ficou o alerta habitual para a limpeza das bermas que melhore a visibilidade diminuindo o perigo, e a insistência, já de há largos anos, na urgência de construir variantes a Aveiras de Baixo e a Aveiras de Cima cujos centros urbanos continuam a sofrer com todo o trânsito – muito dele de pesados – desta importante via nacional.

Os problemas da EN3-1 «Estrada das Lezírias» têm a ver com a atividade agrícola, muito relevante na economia do concelho, com a utilização de veículos de grande tonelagem. São diversas as zonas com abatimentos e piso em mau estado, sem esquecer a idade e fragilidades de algumas passagens hidráulicas para “alimentação” de canais de rega.

O secretário de Estado mostrou-se sensível às situações expostas pelos autarcas de Azambuja e, apesar de não assumir nenhum compromisso quer de obra quer de prazos, deu a sua palavra de levar estes problemas na sua agenda às reuniões de trabalho que irá ter com a empresa Infraestruturas de Portugal. Recordou que o país ainda apresenta muitas necessidades e recursos limitados, mas assegurou que procurará contemplar algumas intervenções neste concelho, de acordo com disponibilidades orçamentais e prioridades.

Fonte: CM Azambuja

Categorias:Regional Tags: , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Praça dos Imperadores recebe 1º Festival de Fitness – PAFT Praça dos Imperadores recebe 1º Festival de Fitness – PAFT
Um Dia no Campo para 1 500 crianças e idosos Um Dia no Campo para 1 500 crianças e idosos
Aveiras de Cima recebe colóquio sobre a Figueira-da-Índia Aveiras de Cima recebe colóquio sobre a Figueira-da-Índia
Rancho Ceifeiras e Campinos de Azambuja faz 60 anos Rancho Ceifeiras e Campinos de Azambuja faz 60 anos

Responder

Enviar Comentário


6 − = três

© 2017 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.