Fundação Alice Esteves distingue aluna por ser a melhor

Aluna do Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro distinguida com um Prémio Fundação Professora Maria Alice Esteves.

Carolina Guerreiro, a melhor aluna do 9º ano da EBI Fernando Casimiro Pereira da Silva, de Rio Maior, no ano letivo 2015/16, foi distinguida com um prémio da Fundação Professora Maria Alice Esteves.

Carolina Guerreiro, a melhor aluna do 9º ano da EBI Fernando Casimiro Pereira da Silva, de Rio Maior, no ano letivo 2015/16, foi distinguida com um prémio da Fundação Professora Maria Alice Esteves.

Carolina Guerreiro, do Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro Pereira da Silva, por ter sido a melhor aluna do 9º ano foi a primeira estudante a receber um prémio instituído pela Fundação Professora Maria Alice Esteves.
 
O prémio, no valor de 500,00 euros, foi entregue a Carolina Guerreiro na última sexta-feira, 14/10/2016, a finalizar a cerimónia de entrega de diplomas dos quadros de Valor, Excelência e Mérito Desportivo do Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro Pereira da Silva, que teve lugar no auditório da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.
Em maio deste ano o Município de Rio Maior, representado pela sua presidente e a vereadora da Educação, Isaura Morais e Ana Filomena Figueiredo, respetivamente, e a Fundação Professora Maria Alice Esteves, representada por João José Marques Martins, celebraram um protocolo que permitiu concretizar a vontade de Maria Alice Esteves, falecida em 2014, de atribuição de apoio financeiro a estudantes do ensino secundário economicamente carenciados, bem como prémios monetários a alunos que se destaquem com resultados académicos de relevo. Os referidos prémios traduzem-se, anualmente em outubro, em 2 bolsas de estudo no valor de €750 cada uma, a dois alunos que apresentem comprovado grau de carência económica, que tenham concluído o 12º ano numa escola do concelho de Rio Maior e que se tenham matriculado pela primeira vez no ensino superior no ano letivo a que as bolsas disserem respeito, e em 3 prémios de mérito académico, cada um no valor de €500, para o melhor aluno do 9º ano de cada uma das três escolas do concelho que o ministram.
Uma perspetiva do auditório da Escola Superior de Desporto na cerimónia do Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro Pereira da Silva.

Uma perspetiva do auditório da Escola Superior de Desporto na cerimónia do Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro Pereira da Silva.

Ao todo e em relação ao ano letivo de 2015/2016 o Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro Pereira da Silva atribuiu diplomas e medalhas a 102 alunos, dos quais 53 no quadro de Excelência, 35 no quadro de Valor e 14 no quadro de Mérito Desportivo, tendo alguns deles sido ainda premiados por parceiros da instituição.
Categorias:Educação Tags: , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Visita ao Património Geológico e Mineiro de Rio Maior Visita ao Património Geológico e Mineiro de Rio Maior
Alda Oliveira está focada na solidariedade Alda Oliveira está focada na solidariedade
Blue Light acende-se em Rio Maior no fim do mês Blue Light acende-se em Rio Maior no fim do mês
Piscinas de Rio Maior foram a escolha do verão! Piscinas de Rio Maior foram a escolha do verão!

4 Comentários

  1. Carlos Noronha diz:

    Pena que também não se distinga a excelência no secundário e apenas se distinga as dificuldades económicas. Se são entregues dois prémios ao secundário, um deveria de ser atribuído ao melhor aluno do secundário, e então, o outro, aquele que tenha comprovadamente mais dificuldades económicas e que tenha ingressado no primeiro ano da faculdade.
    Porquê distinguir a excelência só no básico e não no secundário?

    • Carlos Manuel diz:

      Estamos em crer que a resposta à sua questão está contida nesta passagem do texto da notícia: “(…) e em 3 prémios de mérito académico, cada um no valor de €500, para o melhor aluno do 9º ano de cada uma das três escolas do concelho que o ministram”, sendo que existem dois agrupamentos de escolas que ministram o 9º ano e que a secundária tem turmas do 9º ano.

      • Carlos Noronha diz:

        Sim 3 prémios de mérito académico mas apenas para alunos do NONO ano (ensino básico) e nenhum por mérito académico para alunos do secundário (décimo segundo ano). Para décimo segundo ano são dois "prémios" mas não por mérito académico e sim por carências económicas. Então porque desses dois um não para mérito académico e outro por carências económicas? Então ser bom aluno do secundário (não da escola secundária como refere no seu comentário) não tem valor nenhum?

        • Carlos Manuel diz:

          Essa é uma decisão que cabe à Fundação Professora Maria Alice Esteves por isso sugerimos que lhe exponha as suas razões. Poderá certamente fazer o mesmo junto do sector de Educação do Município, pois como deve ter lido na notícia as duas entidades estabeleceram um protocolo para a concretização da vontade da extinta senhora.

Responder

Enviar Comentário


seis + 3 =

© 2017 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.