14 de fevereiro – Dia Nacional do Doente Coronário

Dia Nacional do Doente Coronário assinala-se a 14 de fevereiro

Ausência de sintomas dificulta diagnóstico precoce.

coracaoEmbora a doença coronária seja frequentemente sintomática, apresentando-se com queixas como a dor torácica, tipicamente desencadeada pelo esforço, ou o cansaço para esforços da vida diária, existem doentes assintomáticos com o mesmo risco de complicações, como a morte súbita. Deste modo é importante o diagnóstico atempado da presença de doença coronária.

João Abecasis, cardiologista do Hospital Lusíadas Lisboa, refere que “embora o diagnóstico de doença coronária possa ser facilitado pela presença de sintomas típicos, é importante identificar doentes que podendo ser assintomáticos, têm idêntico risco de sofrer consequências da doença, como sejam de enfarte agudo do miocárdio, morte súbita e insuficiência cardíaca”.

O médico cardiologista acrescenta ainda que a “presença de fatores de risco de aterosclerose em pessoas assintomáticas, como sejam a idade, o tabagismo, o sedentarismo, a obesidade, a diabetes e a dislipidémia (colesterol elevado) é determinante do risco cardiovascular individual. A determinação deste risco permite a investigação dirigida de doentes, em particular recorrendo a métodos de imagem – meios auxiliares de diagnóstico, como a tomografia computorizada das artérias coronárias (Angio-TAC)”.

Os homens estão em maior risco de desenvolver doença coronária do que as mulheres. O risco das mulheres aumenta após a menopausa. Para a deteção precoce de doença coronária é necessária a realização de exames complementares de diagnóstico, como a tomografia computorizada (TC).

De acordo com Ricardo Lopes, especialista em imagiologia cardíaca no Hospital Lusíadas Lisboa: “Uma das ferramentas mais fiéis e útil na avaliação da doença coronária é a angio-TC, um exame realizado com recurso a um aparelho de tomografia computorizada (TC), sendo injetada uma substância de contraste que permite a visualização das artérias coronárias”.

A recente evolução tecnológica de equipamentos de AngioTAC permite um diagnóstico mais rápido, preciso e seguro da doença coronária. O Hospital Lusíadas Lisboa é o primeiro hospital do país a disponibilizar um aparelho de TC inovador pela rapidez de aquisição de imagens. Os doentes cardíacos são um dos grupos que beneficiam do novo equipamento, uma vez que o aparelho pode fazer o estudo completo do coração durante um único batimento cardíaco, em apenas 0,1375 segundos.

“Com a evolução tecnológica é possível fazer um TC cardíaco/coronárias, com a duração de 1 batimento cardíaco, permitindo um diagnóstico seguro de doença coronária, com uma dose de radiação inferior e uma menor quantidade de contraste, o que representa uma mais-valia para o examinado”, conclui o imagiologista.

A doença coronária aterosclerótica é caracterizada por acumulação de gordura na parede das artérias responsáveis pelo suprimento de sangue ao músculo cardíaco. A acumulação de gordura associa-se a inflamação e envelhecimento acelerado das artérias, com progressiva redução do calibre dos vasos e diminuição do fornecimento de sangue ao miocárdio, podendo provocar sintomas. A rutura ocasional das mesmas placas pode condicionar a trombose e oclusão súbita das artérias tendo como consequência o enfarte agudo do miocárdio e/ou a morte súbita.

Fonte: Hospital Lusíadas

Categorias:Uncategorized Tags: ,

Também pode ser do seu interesse:

Audição Final de 2017/2018 das Escolas de Música da ACCRM. Audição Final de 2017/2018 das Escolas de Música da ACCRM.
18 medalhas para o Clube de Natação, entre Rio Maior e Sevilha 18 medalhas para o Clube de Natação, entre Rio Maior e Sevilha
Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números
Atividade Operacional do Comando Territorial de Santarém Atividade Operacional do Comando Territorial de Santarém

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.