26 de julho é Dia Mundial dos Avós

Dia dos Avós: como são os seniores nos dias de hoje? – um estudo do Observador Cetelem do Consumo.

O perfil dos avós está a mudar. Os seniores da atualidade estão mais tecnológicos, renderam-se à Internet e ambicionam manter uma vida ativa, através da participação em vários tipos de atividades. Preocupados com a sua saúde, os seniores portugueses adotaram a prática desportiva e são os europeus mais adeptos das caminhadas. Estas são algumas das conclusões do estudo Observador Cetelem do Consumo, que este ano se foca na análise do segmento sénior (+50anos) ao nível socioeconómico, cultural e familiar.

avos

Seguidores de novas tendências

Para os avós e os seniores portugueses, a Internet tornou-se uma ferramenta familiar. Os portugueses, entre os 50 e os 75 anos, já passam mais horas por semana a navegar na Internet (10h40) do que a ver televisão (10h10), uma tendência contrária à dos restantes países europeus. Portugal, França e Hungria são mesmo os países onde se regista uma grande adesão dos seniores às redes sociais, que utilizam para manter contactos com amigos, família e outros internautas.

As tendências de partilha de serviços de consumo também não passaram ao lado dos avós e dos seniores. Os portugueses com mais de 50 anos são dos mais entusiastas, na Europa, dos modelos de partilha de serviços, como a partilha de automóvel ou apartamento, com 72% a manifestar uma opinião favorável a este tipo de opções. A partilha de automóvel é o serviço que mais atrai os seniores portugueses (41%).

A importância de uma vida ativa

Em relação ao desporto, a caminhada é a atividade de eleição dos seniores. 22% dos portugueses com mais de 50 anos afirma caminhar mais de 8 horas por semana, o valor mais elevado entre os restantes países da Europa, onde caminhadas desta duração são realizadas somente por 17% dos seniores. Apenas 6% dos seniores portugueses afirma não realizar caminhadas.

Bastante sociáveis, a maior parte dos seniores passam o seu tempo com a família (60%) e com amigos (45%). As atividades desportivas pelo menos uma vez por semana (36%), a jardinagem ou bricolagem (28%), a colaboração com associações sociais (13%) e as atividades artísticas como música ou pintura (10%) são algumas das suas outras ocupações. Para os seniores portugueses, manter uma vida ativa é essencial para “envelhecer bem”: 39% acredita que é importante a prática de atividades físicas e 38% a prática de atividades associativas ou profissionais, um valor bastante acima da média europeia (21%).

“Naturalmente que os avós continuam a desempenhar as tarefas e atividades tradicionais, às quais os associamos. Na Europa, os avós portugueses são dos que mais se preocupam com a situação profissional e pessoal dos filhos e netos e muitos continuam a prestar-lhes apoio financeiro. No entanto, existe uma progressão contínua das aspirações com o aumento da idade e este segmento procura cada vez mais envelhecer de forma ativa e saudável”, comenta Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.

Categorias:Sociedade Tags: , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | EPRM premiada em concurso de protótipos tecnológicos Região | EPRM premiada em concurso de protótipos tecnológicos
6 de abril é Dia Mundial da Atividade Física 6 de abril é Dia Mundial da Atividade Física
ID – A Tua Marca na Net ID – A Tua Marca na Net
O colesterol do século XXI O colesterol do século XXI

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.