Região | Floricultura. Tagetes erecta ou Cravo Túnico é a planta deste mês

Coordenação e texto de Tomás Duarte Ferreira | nairojorn@hotmail.com

Cravo Túnico

Síntese Prática

  • Nome científico – Tagetes erecta.
  • Nomes comuns – Cravo turco, damasquina, malmequer africano, cravo dos poetas, cravo da Índia…
  • Origem – México.
  • Utilização – Bordaduras, maciços, floreiras…
  • Tipo de planta – Anual.
  • Família – Asteraceae.
  • Floração – Verão/outono.
  • Localização – Sol pleno.
  • Solo – Qualquer terreno de jardim.
  • Rega – Regular, não copiosa.
  • Multiplicação – Por semente, estaca.
  • Fitossanidade – Várias pragas e doenças.

CRAVO TÚNICO.

O odor que se desprende da folhagem desta planta não é muito agradável, daí o facto de nem sempre ter o aproveitamento que em termos ornamentais lhe é devido. Atualmente existem no mercado numerosas variedades sem odor, rasteiras, anãs, gigantes e medianas, que eliminado esse inconveniente satisfazem quaisquer exigências. No México, de onde é originário, o cravo túnico é muito popular para enfeitar as sepulturas no dia dos Fiéis Defuntos, daí também ser conhecido por cravo dos defuntos.

As mais de trinta espécies distintas desta planta, que presentemente se cultivam na Europa, permitem a obtenção de riquíssimas e polícromáticas composições florais, revelando-se adequadas e vistosas em combinação com a Calêndula officinalis, a Rudbekia, a Portulaca grandiflora… e outras plantas ornamentais.

Os tagetes são frequentemente utilizados em jardins rochosos, floreiras, bordaduras, grupos e maciços. As cores vivas como o amarelo, o vermelho, o laranja, o rosa, etc. das flores possibilitam a obtenção de lindos canteiros quando combinadas, por exemplo, com sálvias azuis. O cravo túnico que mais frequentemente se encontra nos nossos jardins tem cerca de 15 a 20 centímetros de altura, flores dobradas de 4 a 5 centímetros de diâmetro e cor vermelha ou laranja.

Os tagetes são resistentes a pragas e a doenças, crescem bem em climas temperados, como o nosso, apreciam o sol e a sua cultura não oferece grandes dificuldades.

Instalação e cultura

Não sendo uma planta exigente ou de difícil cultivo, o cravo túnico necessita de alguns cuidados para produzir floração abundante e vistosa. O sol e a meia sombra, em regiões demasiado quentes, são exposições de que não abdica. A terra normal de jardim, bem drenada e suficientemente húmida, satisfaz as suas exigências no domínio pedológico. Rega regular não copiosa, dependendo da temperatura, mas normalmente três vezes por semana e na primavera uma adubação rica em azoto e fósforo é tudo o que o cravo túnico necessita, para produzir uma floração espetacular que pode ser prolongada se houver o cuidado de eliminar as flores que vão murchando.

Multiplicação

O cravo túnico multiplica-se por semente, ou por estaca nas espécies vivazes. A sementeira realiza-se na primavera ou no outono e a plantação das estacas em abril/maio.

Fitossanidade            

Os cravos túnicos podem ser atacados pelo aranhiço vermelho, o mosquito verde, ácaros, caracóis e lesmas.

As doenças que mais vulgarmente se manifestam nestas plantas são a podridão húmida das raízes, folhas manchadas, podridão dos caules, botrytis cinerea e, por vezes, viroses.

Categorias:Diversos Tags: , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Gerânio Gerânio

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.