A mensagem do bispo de Santarém para a Quaresma

A fidelidade a Deus requer vigilância – lembra D. José Traquina.

D. José Traquina, bispo da Diocese de Santarém.

Na sua mensagem aos diocesanos, o bispo da Diocese de Santarém escreve:

1. O tempo litúrgico da Quaresma é o tempo favorável de grande fecundidade espiritual que antecede e se justifica pela preparação para a celebração jubilosa da Páscoa do Senhor. Acompanhando Jesus no seu retiro de quarenta dias no deserto da Judeia, a Igreja tem no seu Mestre e Senhor o modelo e o centro de referência para se preparar para caminhar rumo à celebração pascal.

O Senhor Jesus e a graça da sua Páscoa continuam a ser a fonte da purificação que nos renova. Uma vez purificada, a Igreja, a comunidade cristã, deve estar ao serviço desta renovação que se oferece a toda a humanidade por quem Ele se entregou.

Entretanto, como aconteceu com Jesus, a fidelidade a Deus requer vigilância.

2. Na sua mensagem para esta Quaresma, o Papa Francisco exorta-nos à vigilância para identificarmos “os falsos profetas” do nosso tempo. Embora os jovens sejam a referência da necessidade de vigilância, a todos é benéfico ter presente a palavra do Papa: “Falsos profetas são aqueles ‘charlatães’ que oferecem soluções simples e imediatas para todas as aflições, mas são remédios que se mostram completamente ineficazes: a quantos jovens se oferece o falso remédio da droga, de relações passageiras, de lucros fáceis, mas desonestos! Quantos acabam enredados numa vida completamente virtual, onde as relações parecem simples e ágeis, mas depois se revelam dramaticamente sem sentido! Estes impostores, ao mesmo tempo que oferecem coisas sem valor, tiram aquilo que é mais precioso como a dignidade, a liberdade e a capacidade de amar. É o engano da vaidade, que nos leva a fazer a figura de pavões para, depois, nos precipitar no ridículo; e do ridículo não se volta atrás. Não nos admiremos! Desde sempre o demónio, que é ‘mentiroso e pai da mentira’ (Jo 8,44), apresenta o mal como bem e o falso como verdadeiro, para confundir o coração do homem. Por isso, cada um de nós é chamado a discernir, no seu coração, e a verificar se está ameaçado pelas mentiras destes falsos profetas.”

3. Na Quaresma somos exortados aos grandes ‘remédios’ da vida cristã: o jejum, a oração e a esmola.

O jejum ajuda-nos a crescer no autodomínio, na resistência às tentações, torna-nos mais capazes de prestar atenção à vontade de Deus e põe-nos em comunhão com as multidões de pessoas que no mundo sobrevivem apenas com uma refeição por dia. O jejum deve corresponder a um desejo de conversão: só faz sentido se nos aproximar de Deus e dos nossos semelhantes e pode ter um significado social na medida em que corresponder a uma renúncia que pode ser traduzida em dádiva (esmola).

Dando mais tempo à oração, vemos melhor a verdade e os enganos da nossa vida e damo-nos conta da misericórdia de Deus. A convite do Papa Francisco, em todas as Dioceses, pelo menos numa igreja, acontecerá a iniciativa das «24 horas para o Senhor». Um tempo privilegiado para a intimidade com o Senhor, para celebrar, fazer adoração eucarística, rezar em silêncio, e com possibilidade de celebrar o sacramento da Penitência. Convido todos os párocos a promoverem este tempo de oração nos dias 9 e 10 de março. Em Santarém, na Igreja de Nª Sª da Piedade, as «24 horas para o Senhor» têm início no dia 9 de março (sexta-feira), às 11.00h, com celebração da Eucaristia.

Entretanto, diante da persistência de inúmeros conflitos em diversas partes do mundo, o Papa Francisco convocou uma especial jornada de Oração e Jejum pela Paz, dia 23 de Fevereiro (sexta-feira), especialmente pelas populações da República Democrática do Congo e Sudão Sul,

A esmola leva-nos a considerar as necessidades dos que são mais pobres, ajuda-nos a vencer a ganância e a indiferença. São Leão Magno exorta-nos a que “seja mais generosa, neste tempo a nossa liberalidade para com os pobres e todos os que sofrem, para que os nossos jejuns possam mitigar a fome dos indigentes e se multipliquem as vozes de ação de graças a Deus”. E o Papa Francisco conclui: “Cada esmola é uma ocasião para tomar parte na Providência divina. Cada esmola é uma ocasião para tomar parte na Providência de Deus para com os seus filhos; e, se hoje Ele se serve de mim para ajudar um irmão, como deixará amanhã de prover também às minhas necessidades?”

4. É neste espírito que se tem promovido a Renúncia quaresmal. No ano passado, na nossa Diocese de Santarém, a Renúncia quaresmal somou o quantitativo de 21 396,50€ e foi destinada a apoio social no Sudão do Sul, através dos Missionários Combonianos. Este ano, ouvido o Colégio de Consultores, a Renúncia quaresmal será destinada ao Fundo de Partilha Diocesano a ser gerido pela nossa Cáritas Diocesana. Quanto mais reforçado estiver o Fundo de Partilha, maior capacidade de resposta existirá para as situações de carência que nos aparecem nas paróquias. Não poderá, portanto, ser utilizado em qualquer outro investimento que não seja em resposta a situações de necessidade em qualquer ponto da Diocese.

5. Caros Diocesanos, procuremos ser Igreja em ‘retiro’ quaresmal com Jesus. Que em todas as Comunidades cristãs da nossa Diocese, a Quaresma seja um tempo vivido com a marca da fé, da esperança, da generosidade e da alegria de quem é purificado e amado por Deus. Tenhamos presente que na Igreja, em todo o mundo, serão milhares de pessoas que se preparam para o Batismo na Páscoa. Os Catecúmenos serão batizados e nós renovaremos as promessas do nosso Batismo: façamos caminho de preparação e rezemos uns pelos outros, e também pelo Papa Francisco que tanto nos pede que não nos esqueçamos de rezar por ele.

Que a Virgem Maria, Mãe da reconciliação, nos leve à conversão e à alegria pascal.

José Traquina, Bispo de Santarém

Categorias:Opinião Tags: , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Quarteto de Cordas da GNR aplaudido de pé em Rio Maior Região | Quarteto de Cordas da GNR aplaudido de pé em Rio Maior
Região | Atividade Operacional do Comando Territorial de Santarém Região | Atividade Operacional do Comando Territorial de Santarém
Região | Sete detidos por tráfico de drogas em vários concelhos Região | Sete detidos por tráfico de drogas em vários concelhos
Região | RMSC perde em casa com o Moçarriense na 1ª jornada Região | RMSC perde em casa com o Moçarriense na 1ª jornada

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.