Aberto o 25º Concurso Jovens Cientistas

Fundação da Juventude e Ciência Viva procuram Jovens Cientistas para representar Portugal em competições de ciência

Inscrições terminam a 21 de abril

cartaz_5.2

Fundação da Juventude e Ciência Viva lançam o Concurso Jovens Cientistas para eleger os 100 melhores projetos científicos nacionais para participar na 11ª Mostra Nacional de Ciência, que se realiza de 1 a 3 de junho de 2017, no Centro de Congressos da Alfândega, no Porto.

Para os projetos que se destaquem na Mostra de Ciência há cerca de 6 000 euros em prémios e a oportunidade de representar Portugal em competições europeias e internacionais de ciência.

Candidaturas até 21 de Abril em www.fjuventude.pt/jcientistas2017.

A MOSTRATEC – Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia, a Intel ISEF – Feira Internacional de Ciência e Tecnologia e a Final Europeia de Ciência são apenas algumas das competições em que Portugal poderá estar representado por jovens cientistas nacionais. Para alcançar o desejado destaque basta submeter um projeto no 25º Concurso Jovens Cientistas e aguardar que este venha a ser um dos 100 selecionados para participar naquela que é já considerada uma das maiores competições europeias de ciência Juvenil: a Mostra Nacional de Ciência que se realiza de 1 a 3 de junho de 2017, no Centro de Congressos da Alfândega, no Porto.

O Concurso Jovens Cientistas é aberto a todos os estudantes que se encontrem a frequentar o ensino básico, secundário ou o primeiro ano do ensino superior, em Portugal, com idades compreendidas entre os 15 e os 20 anos. Com uma vasta abrangência, no que toca ao campo das ciências, são aceites a concurso todos os projetos que se enquadrem em áreas de estudo como a Biologia, Ciências da Terra, Ciências do Ambiente, Ciências Médicas, Ciências Sociais, Economia, Engenharias, Física, Informática/Ciências da Computação, Matemática, Química e Bioeconomia.

Dirigido a todos os jovens que, em ambiente escolar, desenvolvam projetos de investigação, esta é uma competição que tem como objetivo promover os ideais da cooperação entre jovens cientistas e estimular o aparecimento de talentos nas áreas da ciência, tecnologia, investigação e inovação. Há 25 anos a premiar os melhores trabalhos nas diferentes áreas das ciências, a Fundação da Juventude faz as contas e revela os números que apontam para os 1 400 projetos realizados por 3 500 jovens cientistas, orientados por cerca de 850 professores de mais de 800 escolas.

Segundo Ricardo Carvalho, presidente executivo da Fundação da Juventude “o Concurso Jovens Cientistas é uma forma de estimular os jovens pré universitários a apostarem nas áreas STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática) consideradas hoje, e na próxima década, as áreas de maior empregabilidade, tanto a nível nacional como internacional”.

À Ciência Viva, enquanto coorganizadora desta iniciativa, compete reunir um quadro de júris que, composto por professores e investigadores de reconhecido mérito nas diferentes áreas científicas, irá selecionar 100 projetos para participar na 11ª Mostra Nacional de Ciência, onde serão destacados os melhores dos melhores projetos científicos. O Município do Porto também se associa a esta edição do Concurso de Jovens Cientistas e da Mostra de Ciência para acolher na cidade cerca de 400 participantes e mais de 3 000 visitantes.


§ A Fundação da Juventude é uma instituição privada, de interesse público, sem fins lucrativos, focada na Formação, Empreendedorismo e apoio ao Emprego Jovem. Foi criada por escritura notarial a 25 de setembro de 1989, pela mão de 21 instituições públicas e privadas e declarada instituição de utilidade pública, em Março de 1990. De âmbito nacional, a Fundação da Juventude tem Sede na cidade do Porto e uma Delegação na Região de Lisboa e Vale do Tejo.

§ A Ciência Viva tem como missão promover a cultura científica na sociedade portuguesa, com especial ênfase nas camadas mais jovens da população. A Rede Nacional de Centros Ciência Viva conta atualmente com 20 museus interativos de ciência e tecnologia. A Ciência Viva teve origem no programa com o mesmo nome, criado pelo Ministério da Ciência e da Tecnologia a 1 de julho de 1996, adquirindo mais tarde o estatuto de associação sem fins lucrativos e de interesse público. Os seus membros são instituições públicas e laboratórios de investigação.

Categorias:Educação Tags: , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Ciência Viva no CCGS – Benedita Ciência Viva no CCGS – Benedita
PEJENE. Ainda há 29 vagas no distrito de Santarém PEJENE. Ainda há 29 vagas no distrito de Santarém
Aveiras de Cima recebe colóquio sobre a Figueira-da-Índia Aveiras de Cima recebe colóquio sobre a Figueira-da-Índia
AFS organiza Curso de Treinadores UEFA ‘C’/RAÍZES AFS organiza Curso de Treinadores UEFA ‘C’/RAÍZES

Responder

Enviar Comentário

© 2017 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.