Antigo CATA dá lugar ao espaço Potes Mouros

 Actualmente o sítio dos potes mouros está organizado numa perspectiva arqueológica

Este espaço engloba os potes mouros propriamente ditos agora tratados numa perspectiva arqueológica (foto na capa), bem como o antigo CATA – Centro de Aventura e Tradição de Alcobertas, que perde esta designação e passa a chamar-se espaço «Potes Mouros».

 

Faz nesta sexta-feira, 28 de Fevereiro, uma semana que a Junta de Freguesia de Alcobertas abriu as portas do anterior CATA. O edifício, ainda recente, beneficiou ultimamente de alguns trabalhos de manutenção. Dada a sua localização próxima do sítio dos chamados potes mouros, que estão  a cerca de 50 metros, numa lógica de conjunto e de projecção da “marca” para o turismo, decidiu a autarquia alcobertense que toda aquela zona passaria a chamar-se espaço Potes Mouros.

A organização arqueológica do sítio dos potes mouros é da equipa do Município e os trabalhos efectuados no edifício foram assumidos pela  Junta de Freguesia. “Dadas as dificuldades financeiras que o país atravessa fizemos tudo pelas nossas mãos, num esforço voluntário de alguns habitantes e de pessoal da Junta”, referiu o seu presidente, João de Deus, que explicou ter sido “mais o investimento humano do que os gastos, que foram simbólicos”.

Edifício do Espaço Potes Mouros.

Edifício do Espaço Potes Mouros.

O actual projecto para o edifício está próximo do projecto inicial: “Vai ser um projecto ligado à formação e ao turismo, que tentaremos desenvolver o mais possível”, afirmou o autarca; desconhece porque nunca foi suficientemente divulgado mas entende estarem agora reunidas as condições para isso, quer através da Câmara Municipal quer contando com o Dr. José Rodrigues, de Lisboa mas residente em Alcobertas, pessoa ligada à formação, “que nos irá dar aqui uma ajuda importante na elaboração deste espaço”, esclareceu.

José Rodrigues confirmou a este jornal quererem dar “uma ênfase muito forte à formação profissional, porque é importante para a região, ao desporto, porque temos aqui excelentes condições para isso e abrir as instalações ao convívio da população”. No que respeita ao turismo querem “promover a zona dos silos (potes mouros) e a parte museológica já disponível no edifício”, mas “qualquer turista que consigamos tirar das Salinas e trazer até aqui” encontrará neste espaço um ponto de apoio “para fazer o resto do polígono turístico” desta zona.

No fundo, a grande preocupação é fazer do espaço potes Mouros como que uma âncora para no curto a médio prazo “fixar os jovens que ainda temos, criar melhores condições para os idosos que são muitos e procurar que todos percebam que temos aqui algo mais do que um espaço bonito”, sublinhou ainda José Rodrigues.

Marcaram presença nesta reabertura a presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, o vereador Lopes Candoso e o pároco
local, padre Pedro Dionísio.

Categorias:Artes e Cultura, Rio Maior Tags: ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Requalificado o Olho de Água, há mais obras em Alcobertas Região | Requalificado o Olho de Água, há mais obras em Alcobertas
Alcobertas: Tasquinhas nos 19 anos de Vila Alcobertas: Tasquinhas nos 19 anos de Vila
Alcobertas Futebol Clube na fase final da Liga Inatel Alcobertas Futebol Clube na fase final da Liga Inatel
Visita ao Património Geológico e Mineiro de Rio Maior Visita ao Património Geológico e Mineiro de Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.