APRe! deu-se a conhecer em Rio Maior

A APRe! apresentou-se em Rio Maior em junho deste ano.

Ao centro, Maria do Rosário Gama, presidente da APRe!

Ao centro, Maria do Rosário Gama, presidente da APRe!

Foi na Biblioteca Municipal. Presentes na mesa estiveram, Maria do Rosário Gama, presidente da APRe!, Américo Correia e Ângela Silva, ambos da direção da APRe!, Jacinto Correia, membro da Comissão Instaladora da Região do Oeste da APRe! e Carlos Alberto, coordenador da mesma Comissão.

Jacinto Correia abriu a reunião e agradeceu os apoios recebidos para a realização do encontro em Rio Maior. Carlos Alberto falou da Comissão Instaladora da Região do Oeste da APRe!

Maria do Rosário Gama começou por abordar assuntos da vida da Associação e de grande relevância na vida dos Aposentados, Pensionistas e Reformados e dos idosos em geral, fazendo de seguida um breve historial da APRe!, seus princípios e valores assim como da sua atuação ao longo dos quase 3 anos de existência que já leva, afirmando:

A APRe! é uma associação cívica, laica, apartidária, sem fins lucrativos e de âmbito nacional.

A APRe! foi criada a partir de uma reunião fundadora realizada em Coimbra em 22 de outubro de 2012, teve os Estatutos aprovados em Assembleia Geral realizada em 14 de novembro de 2012 e os seus primeiros órgãos sociais tomarem posse em 4 de março de 2013.

A APRe! quer:

– ser a voz dos aposentados e reformados portugueses, cidadãos de pleno direito;

– uma sociedade mais justa e solidária.

A APRe! pretende:

– ter um papel ativo na definição das políticas públicas;

– ser um parceiro social perante as instituições públicas e as instituições da sociedade civil;

– melhorar a vida dos seus associados lutando contra o isolamento e a vulnerabilidade dos aposentados e reformados, pela defesa de um envelhecimento participativo.

Por tudo isto a APRe! tem como objetivos principais:

– representar os associados na defesa dos seus direitos e interesses;

– estabelecer relações de cooperação com outras associações ou entidades com fins similares.

Maria do Rosário Gama efetuou um retrato da “Geração Grisalha” em Portugal e centrou a sua intervenção nos Direitos dos Idosos de acordo com os Princípios das Nações Unidas, a saber:

INDEPENDÊNCIA

PARTICIPAÇÃO

ASSISTÊNCIA

AUTORREALIZAÇÃO

DIGNIDADE

A presidente da APRe! denunciou a violência sobre os idosos em Portugal assim como as condições indignas em que vivem os idosos nos lares clandestinos.

Referiu que em Portugal 65% dos reformados têm pensões abaixo de 500 €. E que mais de um milhão de reformados têm pensões iguais ou inferiores a 300 euros.

Apontou que em Portugal as pensões estão congeladas desde 2010 representando uma perda de poder de compra estimada em 8%. E que apenas as pensões mínimas, de 257 euros, é que foram aumentadas 2,57 euros por mês (8,5 cêntimos por dia).

Também ficou dito que o Rendimento Social de Inserção e o complemento solidário para idoso sofreram cortes.

Reiterou que a APRe! esteve e estará sempre contra a CES, contra o enorme aumento de impostos e que tem dado voz e contribuído com a sua ação para que algumas medidas acabassem por ser consideradas inconstitucionais pelo TC.

Deixou claro que a APRe! exige respeito pelos direitos dos Aposentados, Pensionistas e Reformados e dos Idosos. E que está disponível para:

  • Participar ao longo do país, através dos seus núcleos e em colaboração com as autarquias, nos CLAS, propondo, nos locais aonde não existam a formação de Comissões de Proteção aos Seniores em Risco nas quais se efetuem levantamentos das necessidades locais dos idosos e se proponham soluções.
  • Integrar o Conselho Económico e Social obtendo o estatuto de parceiro social, de modo a contribuir com as suas propostas para a Sustentabilidade da Segurança Social entre outros assuntos que digam respeito ao país e ao grupo etário em que a Associação se integra.

A APRe! repudia os cortes nas pensões e exige o respeito integral pelas pensões em pagamento como sucede noutros países da UE.

A APRe! discorda em absoluto das alterações da TSU que descapitalizem a Segurança Social.

A APRe! opor-se-á às políticas e aos políticos que não respeitem uma vida de trabalho e o contrato social celebrado entre os Aposentados, Pensionistas e Reformados e o Estado.

Intervieram ainda os membros da direção, Ângela Silva que falou da existência do Gabinete de Apoio a Associados da APRe! e Américo Correia que abordou a necessidade de os presentes se associarem na APRe! pois quantos mais forem os associados maior será a capacidade para lutarem pelos seus direitos.

Findas as intervenções da mesa foi aberto o debate à assistência que acrescentou valor aos temas abordados, com as suas experiências e opiniões.

Lida que foi uma declaração pública entregue na mesa por um dos presentes a qual regista a indignação e revolta contra os cortes de que tem sido alvo na sua reforma construída com uma longa carreira contributiva, Carlos Alberto informou os presentes sobre as ações seguintes da APRe! previstas para a Região do Oeste e anunciou a disponibilidade dos elementos presentes da respetiva Comissão Instaladora para formalizar as fichas de inscrição de associados.

Categorias:Social Tags: , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Crónicas de Lisboa: «Os livros que ninguém lê» Crónicas de Lisboa: «Os livros que ninguém lê»
Estudo pioneiro relaciona Universidades Seniores com Marketing Estudo pioneiro relaciona Universidades Seniores com Marketing
CAR com nova promoção internacional da Fundação do Desporto CAR com nova promoção internacional da Fundação do Desporto
Torneio Inter-regional Especialista na Piscina Olímpica de Rio Maior Torneio Inter-regional Especialista na Piscina Olímpica de Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.