ASFIC com pódios em Almeirim. Idanha-a-Nova e Rio Maior

ASFIC conquista três pódios em três localidades no mesmo dia: 2 de abril de 2017

Almeirim – Fábio Rodrigues, 3º lugar no Open Meia Maratona de Santarém

Fábio Rodrigues, à esquerda na foto, foi 3º e subiu ao pódio em Almeirim.

Fábio Rodrigues, à esquerda na foto, foi 3º e subiu ao pódio em Almeirim.

Almeirim acolheu em 2 de abril a terceira prova pontuável da Taça Regional de Santarém XCM, e do Open Meia Maratona de Santarém.

A Associação Física Cultural (ASFIC) da Ribeira de S. João (Rio Maior) levou até à cidade de Almeirim os atletas Carlos Santos e Daniel Alexandre, que participaram na Taça e Fábio Rodrigues que competiu no Open.

Na vertente maratona os cerca de 500 atletas presentes na prova tiveram pela frente 60 km, com os da meia maratona a percorreram 40 km, num circuito simplesmente fantástico, com subidas curtas e duras, single’s maravilhosos e zonas bastantes rolantes, típicas da região, descrevem da ASFIC que por isso dá os parabéns à organização pelo excelente trabalho, para o qual diga-se em abono da verdade, S. Pedro contribuiu dando descanso à chuva naquele domingo.

Os atletas idos de Rio Maior procuraram desde o início andar nos lugares da frente e graças aos resultados alcançados conseguiram subir na classificação das competições em que estão envolvidos. Assim:

  • Fábio Rodrigues foi 3º em Elites e subiu ao pódio;
  • Daniel Alexandre ficou em 4º lugar em Elites;
  • E Carlos Santos foi 7º em Master 30.

Idanha-a-Nova – Rui Rodrigues, 1º em Master B no granfondo da II Clássica em Ciclismo

Rui Rodrigues, ao centro, no 1º lugar do pódio em Idanha-a-Nova.

Rui Rodrigues, ao centro, no 1º lugar do pódio em Idanha-a-Nova.

Também no dia 2 de abril se disputou a II Clássica de Idanha-a-Nova em Ciclismo, prova em que participaram cerca de 400 atletas divididos entre o granfondo e o mediofondo, três dos quais da ASFIC: Luís Vicente no mediofondo e Rui Rodrigues e Aníbal Santo no granfondo.

A prova tinha sectores de pavê e sectores de subidas, percorridos nas aldeias históricas do concelho de Idanha-a-Nova. A corrida fez-se a grande velocidade logo de início, com várias tentativas de fuga. A ASFIC procurou resguardar-se o máximo possível, seguindo o pelotão todo junto para a principal dificuldade da prova, uma subida em pavê levando os ciclistas a trepar até ao castelo de Monsanto fazendo-se aí as principais diferenças, com Rui Rodrigues a acompanhar o grupo da frente e Luís Vicente a ficar no segundo grupo. Entretanto na divisão da prova para o mediofondo iam três ciclistas em fuga os quais nunca mais quebraram o ritmo até à meta: Luís Vicente chegou logo de seguida fazendo assim o 4º posto.

No granfondo, Rui Rodrigues, que estava a ser muito marcado e a enfrentar grandes dificuldades para se defender devido a estar sozinho, não conseguiu sair para a fuga e teve que deixar sair três ciclistas que acabaram por chegar isolados. No pelotão, Rui Rodrigues, que vai subindo de forma, não deu hipóteses à chegada fazendo o 4º lugar e assim a sagrar-se o grande vencedor na categoria Master B.

Rio Maior – Bruno Rodrigues foi 1º na distância de meia-maratona da 6ª Rota Serra & Sal em BTT

Bruno Rodrigues, mais um 1º lugar para a ASFIC, desta vez em Rio Maior, na 6ª Rota Serra & Sal em BTT.

Bruno Rodrigues, mais um 1º lugar para a ASFIC, desta vez em Rio Maior, na 6ª Rota Serra & Sal em BTT.

2 de abril foi realmente um dia abençoado para as cores da ASFIC. A competir “em casa”, na 6ª Rota Serra & Sal em BTT, prova inserida na componente desportiva do programa geral das Tasquinhas de Rio Maior 2017, a Associação Física Cultural da Ribeira de S. João participou com os atletas Bruno Rodrigues e Ricardo Félix na distância meia-maratona.

Os cerca de 200 participantes na 6ª Rota Serra & Sal dividiram-se pelas duas distâncias da prova: os 60 e os 40 km.

“A nossa participação não poderia ter sido melhor pois os nossos dois atletas, logo após a partida colocaram-se na frente da corrida onde impuseram uma pedalada forte e constante. Bruno esteve sempre na frente da corrida onde teve constantemente a companhia de outro atleta só que na reta final o homem da equipa riomaiorense foi mais forte e conquistou o 1º lugar da geral. Já Ricardo acabaria por ficar num grupo perseguidor e assim se manteve durante toda a prova, cortando a meta num excelente 4º lugar da geral”, sublinha a ASFIC que se declara “satisfeita com estes resultados e mais ainda por terem sido obtidos na nossa terra, pois têm sempre um sabor especial”.

A organização da 6ª Rota Serra & Sal foi do grupo Pinhas Bravas, Secção de BTT de «Os Amigos da Roda» de Arrouquelas, “que por sinal, organizou da melhor forma este evento, deixando todos bastante agradados”, elogia a ASFIC, que também não deixa de agradecer publicamente aos seus atletas pela representação da equipa e pelos bons resultados, bem como aos patrocinadores e a todos os que apoiam o seu projeto de ciclismo.

Categorias:Ciclismo Tags: , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Corfebol: Torneio para Todos em Rio Maior Corfebol: Torneio para Todos em Rio Maior
Aluna da Secundária de Rio Maior é 1ª no Badminton nacional Aluna da Secundária de Rio Maior é 1ª no Badminton nacional
José Ricardo Lopes candidata-se a líder da JSD Rio Maior José Ricardo Lopes candidata-se a líder da JSD Rio Maior
Recordando Eugénia Lima a propósito da 17ª Gala Recordando Eugénia Lima a propósito da 17ª Gala

Responder

Enviar Comentário

© 2017 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.