Asseiceira – Festa do Pé Descalço foi um êxito

Tendo por finalidade juntar mais alguns fundos para renovar a pintura da sede da Comissão de Melhoramentos e Progresso, a Festa do Pé Descalço de Asseiceira, realizada nos dias 3, 4 e 5 de Agosto, gozando de bom tempo, predicado raro deste verão, proporcionou três dias de convívio, muita animação e divertimento à comunidade local e aos visitantes, que culminaram na noite de terça para quarta-feira no tradicional Baile do Pé Descalço, ou não fosse a terça-feira o Dia do Pé Descalço.

A noite de terça para quarta-feira culminou com o tradicional Baile do Pé Descalço.

A noite de terça para quarta-feira culminou com o tradicional Baile do Pé Descalço.

Já pelo meio-dia tinha sido servida a também tradicional Feijoada do Pé Descalço, uma obra-prima culinária de uma equipa coordenada pela Sra. D. Graça. Findo o almoço viemos a saber que nas duas horas que durou foram servidas mais de 200 refeições! – maioritariamente feijoada, embora também houvesse frango assado. O êxito do almoço foi tal que um dos convivas, nosso leitor, exclamou: “A tradição ainda é o que era! Comer e beber até querer, com sobremesa e café, por 7,50 €, só mesmo na Festa do Pé Descalço da Asseiceira!”

Mas falemos da tão afamada Feijoada do Pé Descalço. É uma feijoada como qualquer outra. O “segredo” estará na arte de quem a confecciona. “A Feijoada do Pé Descalço leva todas as carnes de porco: entrecosto, orelha, chispe, rodelas de enchidos de todas as qualidades… Vem o senhor do talho e traz a carninha toda fresca. Foi cozida ontem (2.ª feira), temperada, cozeu-se o feijão, e hoje é que se confeccionou”, explica-nos a Sra. D. Graça.

A Feijoada do Pé Descalço é uma feijoada como qualquer outra. O "segredo” estará na arte de quem a confecciona.

A Feijoada do Pé Descalço é uma feijoada como qualquer outra. O “segredo” estará na arte de quem a confecciona.

“A Feijoada do Pé Descalço é uma tradição. Antigamente as pessoas ofereciam carne de porco para as festas e depois começou-se a fazer a feijoada. Agora já não se oferecem carnes assim com tanta frequência, por isso encomendamo-las no talho. Somos nós mesmas que fazemos a feijoada; toda a gente que quiser ajudar é bem-vinda. Uma de nós toma a responsabilidade pelas quantidades, o tempero…”, conta-nos. E revela: “Em média fazemos uma feijoada para 150 pessoas mas está ali que chegue para 200. Foram 25 kg de feijão e cerca de 70 kg de carnes. Viemos às sete da manhã e às onze e meia estava tudo pronto.”

Mas a festa foi muito mais; entre jogos e diversões também tinha quermesse e uma exposição de artesanato.

Categorias:Regional Tags: , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Rio Maior Sport Clube na Série 5 da Taça do Ribatejo Região | Rio Maior Sport Clube na Série 5 da Taça do Ribatejo
Região | Open de Outono de Ténis e Padel de Rio Maior vem aí Região | Open de Outono de Ténis e Padel de Rio Maior vem aí
Região | 100 na apresentação pública do PEDU Rio Maior Região | 100 na apresentação pública do PEDU Rio Maior
Região | Requalificação arranca no centro de Rio Maior e Villa Romana Região | Requalificação arranca no centro de Rio Maior e Villa Romana

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.