Assinalado em Rio Maior Dia Europeu dos Recursos Minerais

O Dia Europeu dos Recursos Minerais assinala-se de 25 a 27 de setembro mas em Rio Maior já houve atividades nesse sentido.

Vista aérea de areeiro da Sibelco Portuguesa em Rio Maior. Foto: Arquivo do jornal Região de Rio Maior, 2003.

Vista aérea de areeiro da Sibelco Portuguesa em Rio Maior. Foto: Arquivo do jornal Região de Rio Maior, 30 de junho de 2003.

“O Dia Europeu dos Recursos Minerais (DERM) é um evento voluntário que se comemora por toda a Europa, durante 3 dias, com várias atividades promovidas em minas e pedreiras, com o principal objetivo de aumentar a visibilidade do sector dando a conhecer a importância da indústria extrativa ao público em geral, designadamente:

– Informar a população sobre a importância do sector mineral na vida quotidiana;

– Divulgar a relevância do sector na economia do país e da União Europeia;

– Demonstrar as boas práticas do sector relativamente à utilização eficiente dos recursos, à proteção do ambiente, à biodiversidade e o seu papel na inovação;

O coordenador nacional desta iniciativa europeia é a ANIET-Associação Nacional da Indústria Extrativa e Transformadora”, que emitiu este mesmo texto esclarecedor.

“Principais Factos e Números na União Europeia

– Na Europa existem ativas cerca de 30.000 pedreiras e minas;

– Produzem mais de 3 biliões de toneladas de produtos essenciais à sociedade;

– O sector dos minerais dá emprego a cerca de 350.000 empregados e até 500.000 quando inclui subcontratados;

– 14% dos postos de trabalho na UE são em empresas que necessitam dos minerais como matérias-primas;

– O volume de negócios anual do sector de minerais é, na Europa, de cerca de 50 biliões de euros;

– Aproximadamente 70% da indústria transformadora da UE depende das substâncias minerais;

– Uma casa familiar contém até 400 toneladas de minerais e agregados;

– Um carro contém até 100-150 kg de minerais e mais de uma tonelada de metais;

– 50% das tintas é feita de minerais;

– O papel utiliza até 50% de minerais;

– A cerâmica é produzida com 100% de minerais;

– Um telemóvel e um computador contêm até 40 high-tech minerais e metais;

– O vidro contém 100% de minerais;

– Os minerais são cada vez mais utilizados, para o desenvolvimento de produtos tecnologicamente sofisticados, como os chips de computador;

– Para muitas matérias-primas essenciais, a extração está concentrada num número limitado de países;

– Antes de ser concedida uma licença, a empresa de indústria extrativa deve apresentar um plano de recuperação, para toda a área a ser explorada;

– Em toda a Europa, um número enorme de flora e fauna, existentes na lista oficial de espécies ameaçadas de extinção, encontra abrigo em unidades extrativas de minerais, ativas ou encerradas.”

Iniciativas em Portugal para assinalar o Dia Europeu dos Recursos Minerais

De acordo com um mapa distribuído pela ANIET, a Sibelco Portuguesa, Lda., sediada em Rio Maior, assinalou a efeméride com a iniciativa «Biodiversidade, Saúde & Segurança e envolvimento da comunidade», levando a efeito nesse âmbito:

  • no dia 10/9 – Visita ao lago/zona de extração pela comunidade local com a colocação de ninhos para pássaros. Explicação dos riscos de uso ilegal do lago para desportos naúticos.
  • no dia 11/9 – Visita à zona de extração e aos vários postos de trabalho, dos familiares e dos trabalhadores. Várias atividades de sensibilização à Segurança usando os filhos dos próprios trabalhadores.

No dia 26 de setembro de 2015:

  • O Centro de Ciência Viva do Lousal concretiza a iniciativa «As Histórias que os Minerais contam», consistindo na caracterização de várias propriedades físicas de alguns minerais, a sua relação com a luz e a sua importância no nosso dia-a-dia.
  • As Construções Pardais – Irmãos Monteiros, Lda. em Alpendorada e Matos, sob o título «O sector dos granitos: contribuição para a balança comercial» promove uma visita guiada à unidade fabril de transformação de granitos e um debate e troca de ideias sobre a importância do sector para a balança comercial.
  • E o ESTIG – Instituto Politécnico de Beja e os Mármores Sintra e Filhos em Beja propõem-se levar «À descoberta do mármore de Trigaches», numa visita a uma exploração a ceú aberto, inativa, de mármoes de Trigaches onde se abordará o enquadramento geológico, metodologias de extração e exploração da pedra. E ainda uma visita à oficina dos Mármores Sintra e Filhos, Lda. onde se poderá observar o corte e tratamento da pedra bem como as peças elaboradas em mármore de Trigaches para comercialização.
Categorias:Economia, Rio Maior Tags: , ,

Também pode ser do seu interesse:

Includ-ED dá a volta ao Agrupamento Fernando Casimiro Includ-ED dá a volta ao Agrupamento Fernando Casimiro
A Seleção Nacional de Futsal está em Rio Maior A Seleção Nacional de Futsal está em Rio Maior
NA ESDRM x NA Samora Correia disputam o comando NA ESDRM x NA Samora Correia disputam o comando
Melhores nadadores da região treinam no CAR Rio Maior Melhores nadadores da região treinam no CAR Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.