Avenida Humberto Delgado já pode ser prolongada

Na cidade de Rio Maior a Avenida Marechal Humberto Delgado, finalmente vai ser prolongada até à estrada de Alcanede.

mapa_prolonga_avenida

A Câmara Municipal de Rio Maior, reunida em 12/2/2016 deliberou por unanimidade aprovar as últimas alterações propostas pela Fosmaximo, Sociedade Imobiliária, SA (Grupo Sonae), com vista à construção do prolongamento da Avenida Marechal Humberto Delgado passando entre o Continente e o Pingo Doce do Espadanal.

O prolongamento desta avenida vem materializar uma contrapartida assumida pelo Grupo Sonae pela instalação do Continente na cidade de Rio Maior.

A nova configuração da Avenida Humberto Delgado, desde a Rotunda do Mineiro no cruzamento com a Avenida Mário Soares, é aquela que se pode observar na planta aqui publicada, à qual o jornal Região de Rio Maior teve acesso. O prolongamento da Humberto Delgado passará a direito entre o Continente e o Pingo Doce afetando parcialmente uma área de estacionamento de serviço na parte de trás do Continente, curvando depois ligeiramente à direita até desembocar numa nova rotunda a ser construída onde a avenida se cruza com a Rua da Paz que liga a Avenida Mário Soares ao Estaleiro Municipal e à Rua Mina do Giz, rua esta à qual se vai ligar, praticamente a direito, indo desembocar portanto na EN361 (estrada de Alcanede), ao pé do Restaurante Morgado.

As alterações foram aprovadas por maioria (Coligação Juntos pelo Futuro e PS), com a abstenção da CDU, com declaração de voto do seu vereador, Augusto Figueiredo, registando-se também uma declaração de voto do vereador socialista, Carlos Nazaré Almeida.

Aquele último afirmou ter votado favoravelmente a proposta em questão, “na expectativa de que possa haver, oportunamente, uma reunião com os serviços técnicos da Câmara” na qual lhe sejam “explicados em pormenor os desenvolvimentos futuros deste processo”.

Augusto Figueiredo declarou ter-se abstido porque a proposta em apreço “vai permitir a resolução de um problema que começava a ser complicado”, deixando apenas “a sugestão do aprofundamento da solução encontrada”.

Em princípio ficará assim posto termo a um contencioso que se arrastou durante cerca de 5 anos. O prolongamento da avenida ainda está por fazer, porque dos terrenos inicialmente previstos num protocolo firmado pela Câmara Municipal com o Grupo Sonae fazia parte um terreno cuja negociação, com o respetivo proprietário, não correu a contento das partes. A solução encontrada foi a opção por outro traçado que, consultada a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo, se verificou ser compatível com o Plano Diretor Municipal, acabando a edilidade por revogar a sua deliberação de 22/10/2010 que aprovava o traçado previsto inicialmente.

C. M.

Categorias:Uncategorized Tags: , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Movimentos – Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números Região | Movimentos – Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números
Região | Futuro Salarium – Museu do Sal ficará situado na Fonte da Bica Região | Futuro Salarium – Museu do Sal ficará situado na Fonte da Bica
Região | Crónicas de Lisboa – Tema: Saudades do futuro Região | Crónicas de Lisboa – Tema: Saudades do futuro
Região | RMSC goleia Bombarralense na apresentação dos seniores Região | RMSC goleia Bombarralense na apresentação dos seniores

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.