Cadaval e Misericórdia de Lisboa no empreendedorismo

Visando potenciar o desenvolvimento económico e social

Cadaval e Misericórdia de Lisboa assinam acordo sobre empreendedorismo

Alexandra Rebelo (diretora na SCML), José Bernardo e Fátima Paz (presidente e vereadora CMC) e Paulo Gomes (assessor na SCML).

Alexandra Rebelo (diretora na SCML), José Bernardo e Fátima Paz (presidente e vereadora CMC) e Paulo Gomes (assessor na SCML).

O Município do Cadaval assinou em 18/11/2015, com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), um protocolo de cooperação com vista a promover a incubação e surgimento de empresas, potenciando o desenvolvimento económico e social do concelho.

O acordo foi firmado entre o presidente da Câmara Municipal do Cadaval, José Bernardo Nunes, e a diretora do Departamento de Empreendedorismo e Economia Social da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Alexandra Rebelo.

Segundo nota da autarquia cadavalense, “o protocolo resulta do propósito camarário de estabelecer parcerias para criação de uma rede de negócios no concelho, nomeadamente desenvolvendo programas de incubação de empresas e empreendedorismo”, sendo que “o município tem também por base, nesta parceria, a sua incumbência de desenvolvimento de atividades que promovam e incentivem a captação de investimento e a consequente criação de emprego”.

Para a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) este acordo justifica-se pelo facto de possuir um Departamento de Empreendedorismo e Economia Social que “promove, apoia e divulga a criação e o desenvolvimento de iniciativas de empreendedorismo e economia social”.

Foi através desse departamento que, em 2013, a Misericórdia criou o Banco de Inovação Social, destinado a estabelecer parcerias com diversas entidades públicas e privadas. “A SCML compromete-se assim a colaborar, em articulação com a autarquia, na referenciação de empresas/jovens empresários ou empreendedores, tendo em vista a sua futura instalação nos espaços físicos para incubação que a CMC vier a promover no concelho.”

“O município responsabiliza-se, por seu turno, pela colaboração nas atividades que a SCML venha a desenvolver no âmbito da incubação de empresas, em particular prestando apoio na formação às empresas/empreendedores que se venham a instalar nos espaços para incubação”, fixa o acordo no seu articulado e assume, também, o compromisso de “ceder espaços físicos adequados ao desenvolvimento das áreas de colaboração acordadas, no âmbito do Banco de Inovação Social”.

As partes neste acordo comprometem-se ainda a cooperar no desenvolvendo de “estratégias de captação de fundos comunitários, ou outros que venham a ser aplicados nos domínios da incubação de empresas, empreendedorismo, captação de investimento e desenvolvimento económico e social”.

Categorias:Economia Tags: , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Junta de Rio Maior apoia empresários da restauração Região | Junta de Rio Maior apoia empresários da restauração
Região | Município aprova projeto de delimitação da ARU 3 de Rio Maior Região | Município aprova projeto de delimitação da ARU 3 de Rio Maior
Região | Curso de Proteção Civil para autarcas, dirigentes e técnicos Região | Curso de Proteção Civil para autarcas, dirigentes e técnicos
Região | Apoio financeiro do Município para o Congresso de Suinicultura Região | Apoio financeiro do Município para o Congresso de Suinicultura

Responder

Enviar Comentário

© 2019 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.