Ciclismo para todos nas escolas está na forja

Programa Nacional Ciclismo para Todos e BTT-XCO no Desporto Escolar passam por protocolo entre a FPC e a DGE

A cerimónia de assinatura do protocolo realizou-se na Escola Básica Pedro de Santarém, estando presentes o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo.

A cerimónia de assinatura do protocolo realizou-se na Escola Básica Pedro de Santarém, estando presentes o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo.

A Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) e a Direção-Geral da Educação (DGE) assinaram, na última segunda-feira, 3 de abril, em Lisboa, um protocolo de cooperação institucional para a implementação do Programa Nacional Ciclismo para Todos nas escolas e para o desenvolvimento da modalidade BTT-XCO no âmbito do Desporto Escolar.

A cerimónia de assinatura do protocolo realizou-se na Escola Básica Pedro de Santarém, perante o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, que fizeram questão de associar-se à iniciativa.

A parceria entre a FPC e a DGE pretende “contribuir para a sustentabilidade ambiental e humanização das localidades, potenciando o uso da bicicleta em contexto escolar e, consequentemente, fomentar padrões de mobilidade mais seguros, saudáveis e empoderadores”, estabelece o protocolo.

Outra linha orientadora do acordo entre a FPC e a DGE é a promoção da “prática de ciclismo de forma abrangente, nos diferentes aspetos em que poderá contribuir positivamente para o desenvolvimento harmonioso das comunidades escolares e, em particular, dos alunos”.

No âmbito da cooperação institucional entre o DGE (Desporto Escolar) e a FPC, serão criados e desenvolvidos conteúdos e recursos pedagógicos, que contribuam para sistematizar os métodos para “ensinar a pedalar”, numa primeira fase, e “ensinar a pedalar/circular na via pública”, numa segunda fase e em idades mais avançadas.

O protocolo prevê também a criação de Núcleos de Ciclismo para Todos nos agrupamentos escolares, estando já previstos nos de Alapraia, Alcochete, Benfica e D. António Ataíde (Castanheira do Ribatejo), nos quais já se desenvolveu trabalho nesta área.

O acordo vai ainda permitir a participação em corridas dos calendários nacionais e regionais da Federação Portuguesa de Ciclismo aos jovens praticantes de BTT-XCO no Desporto Escolar.

A assinatura do protocolo proporcionou uma manhã de festa velocipédica na Escola Pedro de Santarém, durante a qual os alunos participaram em demonstrações e gincanas, entre as quais se incluíram atividades com a unidade de multideficiência da Escola de 1º Ciclo Arquiteto Ribeiro Telles.

Categorias:Em Destaque, Sociedade Tags: , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Reflexão: “Desporto, sim. Mas reverenciamos, igualmente, mente sã.” Reflexão: “Desporto, sim. Mas reverenciamos, igualmente, mente sã.”
DST originam mais de 350 milhões de novas infeções por ano DST originam mais de 350 milhões de novas infeções por ano
Secretária de Estado gostou muito da E.B.I. Marinhas do Sal Secretária de Estado gostou muito da E.B.I. Marinhas do Sal
Aprendizagens Inovadoras e Criativas na Chamusca Aprendizagens Inovadoras e Criativas na Chamusca

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.