CNEMA prepara Concurso Nacional de Bolo Rei 2015

Bolo Rei estará à prova a 3/12/2015

Concurso valoriza produtos tradicionais e traduz-se em impacte nas vendas

boo-rei

A qualidade e organização da competição, a promoção do Bolo Rei Tradicional Português, a valorização dos produtos apresentados e o impacto positivo nas vendas são destacados pelos vencedores de 2014 do Concurso Nacional do Bolo Rei, cuja 4ª edição decorre uma vez mais no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, a 3 de dezembro, evento que o CNEMA realiza em conjunto com a Qualifica – Associação Nacional de Municípios e de Produtores para a Valorização e Qualificação dos Produtos Tradicionais Portugueses.

Diz Helena Fidalgo da Padaria e Pastelaria Flor de Aveiro (Aveiro) – Medalha de Ouro nas últimas duas edições (2013 e 2014) na categoria «Bolo Rei», referindo-se a 2013: “Recebemos encomendas de todo o país, inclusivamente além-fronteiras. Foi um “boom”!  Chegámos a atingir durante alguns dias a nossa capacidade produtiva máxima.” E quanto a 2014: “Para nós foi uma honra! Não estou a falar só a nível comercial e vendas”, afirmou realçando o cumprimento das “especificidades do concurso, que se têm tornado cada vez mais rigorosas e exigentes, e muito bem”.

Para Rosário Guerra, da Briosa do Mondego (Coimbra) – Medalha de Ouro na categoria «Bolo Rainha», “este tipo de concursos tem sido de grande importância para a pastelaria Briosa, uma vez que vem comprovar a qualidade dos nossos produtos. As boas classificações que temos obtido têm sido um reforço positivo que mostra que estamos no caminho certo ao tudo fazermos para preservar a autenticidade e tradicionalidade da nossa doçaria”. Na Briosa acredita-se que se trata de “um evento sério e idóneo levado a cabo por duas instituições altamente conceituadas a nível nacional”, que promovem “não qualquer tipo de bolo rei mas o bolo rei tradicional português”. E revela: “O impacte foi muito significativo, pois as vendas do bolo rainha medalha de ouro equipararam-se às do bolo rei o que constitui um facto extraordinário no nosso histórico.”

A 4ª edição do Concurso Nacional do Bolo Rei Tradicional Português, pretende ser uma forma de:

♦ Motivar os produtores para continuarem a respeitar os modos de produção, as receitas e o uso dos ingredientes genuínos, que permitem manter a qualidade, a tipicidade e a diferença dos doces de Natal tradicionais;

♦ Divulgar os genuínos Bolos Rei Tradicionais Portugueses bem como outros doces tradicionais e típicos da época do Natal;

♦ Possibilitar ainda a valorização de outros bolos ou doces, tradicionais ou de base tradicional resultante da utilização de matérias-primas locais ou nacionais e que possam ser associados à época de Natal.

O Concurso está aberto a todos os produtores de:

  • «Bolo Rei», que beneficiem do uso da marca coletiva de associação ÉQUALIFICADO.
  • «Bolo Rei», cujos produtores demonstrem que o seu produto continua a seguir o modo de produção tradicional, cumprindo os requisitos constantes do Documento 029 CQ 01 – CRITÉRIOS PARA QUALIFICAÇÃO DE PRODUTOS TRADICIONAIS, aprovado pela QUALIFICA.
  • Outros bolos ou doces de Natal, de base tradicional.

Mas já na sexta-feira, 26 e 27 de novembro há Concursos de Doces de Fruta e Frutos Secos

No dia 26/11/2015, o Centro Nacional de Exposições recebe o 4º Concurso Nacional de Doces de Fruta Tradicionais Portugueses e no dia 27/11/2015 o 4º Concurso Nacional de Frutos Secos Tradicionais Portugueses.

Estas iniciativas, que o CNEMA realiza em conjunto com a Qualifica, têm como objetivo estimular a produção de qualidade, dar a conhecer os melhores produtos nas diferentes regiões do país, incentivar o seu consumo, promover o encontro de produtores, empresas, técnicos e apreciadores.

Com a promoção destas atividades o Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas pretende premiar, promover, valorizar e divulgar a qualidade, especificidade e a diversidade dos produtos portugueses.

As competições decorrem no âmbito da 53ª Feira Nacional de Agricultura/ 63ª Feira do Ribatejo a realizar em 2016, e de outras ações como os Concursos Nacionais de Queijos, de Enchidos, Ensacados e Presuntos, de Carnes Qualificadas, de Mel, de Azeite Virgem Extra, de Doçaria Conventual e Popular, de Conservas de Pescado, de Pães, Broas, Folares e Bôlas, de Licores, de Azeitonas de Conserva, de Ervas Aromáticas e de Sal, de Vinagres e de Chocolates e do Salão Prazer de Provar.

Os regulamentos das provas podem ser consultados em www.cnema.pt

Categorias:Economia Tags: , , ,

Também pode ser do seu interesse:

29.ª FERSANT arranca no sábado no CNEMA em Santarém 29.ª FERSANT arranca no sábado no CNEMA em Santarém
Feira Nacional de Agricultura, em Santarém de 2 a 10 de junho Feira Nacional de Agricultura, em Santarém de 2 a 10 de junho
Concerto Solidário de Ano Novo em Santarém Concerto Solidário de Ano Novo em Santarém
Agrocluster aborda Economia Circular no sector agroindustrial Agrocluster aborda Economia Circular no sector agroindustrial

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.