Constância refloresta o seu território

No Dia da Floresta Autóctone

Constância faz reflorestação com plantação de sobreiros, pinheiros e carvalhos

Foi assim que os incêndios de julho de 2015 deixaram a floresta de Constância. Foto: CM Constância.

Foi assim que os incêndios de julho de 2015 deixaram a floresta de Constância. Foto: CM Constância.

Para assinalar o Dia da Floresta Autóctone, que se comemora na próxima segunda-feira, 23 de novembro, a Câmara Municipal de Constância vai reflorestar uma das zonas fustigadas pelo incêndio que devastou o concelho no passado mês de julho.

A iniciativa que principiará às 10h30 é dinamizada pelo Município de Constância em parceria com a Caima – Indústria de Celulose S.A., a Altri, o Agrupamento de Escolas de Constância, o CRIT – Centro de Recuperação Infantil de Torres Novas e a Resitejo – Associação de Gestão e Tratamento dos Lixos do Médio Tejo.

Assim, no Dia da Floresta Autóctone, os alunos dos cursos vocacionais do Agrupamento de Escolas de Constância e os do CRIT, participarão na iniciativa plantando sobreiros, pinheiros e carvalhos. Antes da plantação destas espécies decorrerá uma breve intervenção sobre a floresta autóctone portuguesa e a capacidade destas espécies para melhor resistirem a longos períodos de seca, a chuvas intensas e aos incêndios.

A ação de reflorestação insere-se nas estratégias de ordenamento florestal da autarquia de Constância e também nos estudos que o Gabinete Técnico Florestal está a desenvolver com técnicas de mitigação de perda de solos de modo a recuperar grandes áreas ardidas.

Registe-se que no âmbito do ordenamento florestal o município, juntamente com a Altri, a Gestiverde – Gestão Rural, Lda. e alguns proprietários florestais, numa lógica supramunicipal, está a desenvolver o processo de criação de uma ZIF – Zona de Intervenção Florestal, a qual tem como principais objetivos operacionalizar planos específicos de intervenção florestal (PEIF), visando racionalizar custos, obter escalas operacionais e coerência territorial.

Os autarcas têm a certeza de que existem inúmeras vantagens na associação da gestão dos espaços e usos florestais com outras utilizações agrícolas e pastoris, sendo necessário intervir de forma alargada no espaço rural, integrando floresta e outros sistemas produtivos envolventes.

Categorias:Regional Tags: , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Elisabete Jacinto é madrinha de Corrida Solidária Elisabete Jacinto é madrinha de Corrida Solidária
Alunos de Constância em viagem de estudo à Europa Alunos de Constância em viagem de estudo à Europa
Recriação histórica: Camões está de regresso a Constância Recriação histórica: Camões está de regresso a Constância
Concerto comemora Centenário das Aparições de Fátima Concerto comemora Centenário das Aparições de Fátima

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.