Construção de Centro de Saúde no Cadaval vai avançar

Ainda em 2017 o Cadaval terá um Centro de Saúde novo.

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, a presidente da ARSLVT, Rosa Valente de Matos e o presidente do Município de Cadaval, José Bernardo Nunes.

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, a presidente da ARSLVT, Rosa Valente de Matos e o presidente do Município de Cadaval, José Bernardo Nunes.

Na sua visita desta quarta-feira, 14 de setembro, ao Cadaval, o ministro da Saúde, assistiu à assinatura do contrato-programa para a instalação de uma nova Unidade de Saúde na sede de concelho, entre a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) representada pela respetiva presidente, Rosa Valente de Matos e a Câmara Municipal do Cadaval pela qual assinou o documento o presidente José Bernardo Nunes.

Espera-se que o novo Centro de Saúde venha a dar resposta, já em 2017, a cerca de oito mil utentes do Cadaval e da Vermelha vindo assim a traduzir-se numa melhoria significativa dos cuidados de saúde prestados à população.

O novo equipamento será erigido num terreno cedido pelo Município junto à chamada «Central de Camionagem», cabendo à ARSLVT arcar com os cerca de 720 mil euros do custo estimado da construção.

A melhoria das condições de saúde da população tem constituído uma prioridade da edilidade local e nesse quadro o seu presidente chamou a atenção do ministro para a necessidade de colocação de mais médicos no concelho que qualificou de “um território rural” e “com uma população significativamente idosa e bastante dispersa”, pedindo que seja tida em conta pelo Governo “a necessidade de estabilidade e de relação de confiança entre os médicos e os utentes das (…) unidades de saúde”.

Atualmente o concelho de Cadaval é servido, a norte, pela Unidade de Saúde de Figueiros e a sul pela Unidade de Saúde do Vilar. A zona central central é servida pela Unidade de Saúde da Vermelha e pelo atual Centro de Saúde do Cadaval, que faz a coordenação. A entrada em funcionamento da nova Unidade de Saúde em 2017 implicará o encerramento da Unidade de Saúde da Vermelha mas segundo o autarca “as distâncias podem ser facilmente vencidas, até porque a nova unidade terá muito melhores condições”. José Bernardo sublinhou a necessidade de ser “garantido o número mínimo de médicos e que todos os habitantes do concelho tenham e saibam qual é o seu médico de família”.

O ministro Adalberto Fernandes falou da vontade do Governo de, durante a sua legislatura, “devolver o Serviço Nacional de Saúde aos portugueses”, referiu ser “Portugal o país da OCDE com maior número de urgências hospitalares”, uma situação a corrigir salientando a propósito a importância de se “ter o enfermeiro e o médico de família ao pé das pessoas”, quer nas unidades fixas quer através do recurso às unidades móveis de saúde. Garantiu por isso, ao presidente da Câmara, o “entusiasmo e empenho do Governo e da ARSLVT” na resolução desta questão.

O governante concluiu a sua intervenção pedindo à população do Cadaval “que acolha a nova geração de médicos que virá, de forma a estabelecer-se aquilo que é essencial entre um cidadão e um médico de família, que é uma relação de confiança”.

Fonte: C.M. Cadaval

Categorias:Regional, Saúde Tags: , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Requalificação arranca no centro de Rio Maior e Villa Romana Região | Requalificação arranca no centro de Rio Maior e Villa Romana
Região | Paisagem Protegida da Serra de Montejunto existe há 19 anos Região | Paisagem Protegida da Serra de Montejunto existe há 19 anos
A Festa dos Caçadores é o novo livro de Henrique Fialho A Festa dos Caçadores é o novo livro de Henrique Fialho
Está preso em Leiria por violência doméstica Está preso em Leiria por violência doméstica

Um Comentário

  1. MARIA MANUEL ANTUNES diz:

    Boa noite.
    Fico triste com tanto local fechado e lindo no Cadaval – para Centro Médico – a Central das Camionetas? Aquela perto do Tribunal de Trabalho? Que camionetas, só em sonhos? Óptimo local e central.
    Não existem médicos do privado no Cadaval? Estou farta de procurar e nada, será que estou com tomates nos olhos?
    Eu só peço à nova geração de médicos uma coisa – sejam humanos, sejam profissionais. E por favor não façam medicina sem olhar o doente – mas para o PC. Dá medo ir ao médico em Portugal – seres humanos tratados abaixo de cão.
    Obrigado.
    Maria Manuel Ferreira Antunes

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.