Deputado Carlos Coelho exige explicações ao Facebook

Finalmente alguém põe o dedo na ferida!

O deputado europeu Carlos Coelho exige Facebook no Parlamento e ação da Comissão Europeia.

O deputado europeu Carlos Coelho.

Hoje mesmo, 18 de abril, o scalabitano Carlos Coelho, deputado europeu, interveio na reunião plenária do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, no debate sobre «Cambridge Analytica e Facebook: Proteção dos dados e da vida privada dos cidadãos como linha de defesa contra a manipulação eleitoral», tendo exigido a audição do Facebook e interpelou a Comissão Europeia a agir.

O social-democrata destacou que “o acesso criminoso da Cambrige Analytica a informações privadas de utilizadores do Facebook é um ataque ao direito fundamental à protecção de dados dos cidadãos europeus que viram a sua privacidade violada. Se é grave, em termos absolutos, em cada um dos quase três milhões de casos na Europa, ainda mais grave se torna quando olhamos para as potenciais consequências. E quando sabemos que os dados de um milhão e cem mil britânicos foram violados e utilizados para a concepção da campanha pelo Brexit, em que o leave venceu por pouco mais do que isso, não podemos deixar de tirar conclusões preocupantes. Se assim foi e se a decisão mais importante das últimas décadas de integração europeia foi influenciada por um crime, estamos perante um atentado contra o Estado de Direito“.

O deputado português ao Parlamento Europeu, que já enviou uma pergunta formal à Comissão Europeia sobre esta matéria (consulte aqui), acrescentou que “não podemos admitir que, ao assistirmos à violação da privacidade de quase três milhões de europeus, não tenhamos a oportunidade de pedir explicações a quem permitiu esse abuso. E tal como é nosso dever chamar os responsáveis a esclarecer os cidadãos, também é nosso dever apelar à Comissão para ir mais além. Não podemos hesitar face a um ataque desta dimensão aos direitos fundamentais dos cidadãos e ao Estado de Direito na União. Admitir a utilização de informação privilegiada dos utilizadores de determinada rede social para propagandear ideais e discurso de ódio ou distribuir fake news é transigir num atentado contra a democracia na Europa”.

Nem mais! O Reino Unido da Grã-Bretanha está de saída da União Europeia graças a uma manipulação de dados informatizados e ninguém contesta o resultado eleitoral que determinou tal “opção”…

Carlos Manuel

Fonte: Europa em Direto

Categorias:Opinião Tags: , , , , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Rotação de militares em missão no Afeganistão Região | Rotação de militares em missão no Afeganistão
Região | Europeias 2019: MAI informa sobre Alterações às Leis Eleitorais Região | Europeias 2019: MAI informa sobre Alterações às Leis Eleitorais
Região | Juniores discutem acesso ao Europeu de Polo Aquático Região | Juniores discutem acesso ao Europeu de Polo Aquático
Região | Militares encontram português dado como desaparecido Região | Militares encontram português dado como desaparecido

Responder

Enviar Comentário

© 2019 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.