Enoturismo: ERTAR promove capacitação e qualificação

No âmbito do projecto «Organização, Estruturação e Promoção Empresarial do Enoturismo no Alentejo e Ribatejo»

ERTAR promove Workshop de Capacitação e Qualificação do Enoturismo.

Mapa de “terroirs” do Ribatejo.

Segundo a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo, na Região encontramos três zonas distintas de produção, os “terroirs”, conhecidos como Campo, Bairro e Charneca.

A Charneca localiza-se a sul do campo, na margem esquerda do Rio Tejo, com solos arenosos e medianamente férteis; tem potencialidades tanto para a produção de vinhos tintos como vinhos brancos.

O Bairro situa-se entre o Vale do Tejo e os contrafortes dos maciços de Porto de Mós, Candeeiros e Montejunto, com solos argilo-calcários; é um “terroir” ideal para as castas tintas.

O Campo situa-se nas extensas planícies adjacentes ao rio Tejo sujeitas a inundações periódicas as quais são responsáveis pelo elevado índice de fertilidade dos solos e torna esta zona excelente para a produção de vinhos brancos. A fertilidade natural da região obriga a uma viticultura de precisão.

Porque existem estas condições e porque investir no Enoturismo é uma aposta segura:

— A ERTAR – Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, também designada por Turismo do Alentejo/Ribatejo – em parceria com as Comissões Vitivinícolas do Alentejo e do Tejo e a Associação de Produtores de Vinhos da Costa Alentejana dá início amanhã, terça-feira, dia 20 de fevereiro, no Cartaxo, ao segundo workshop «A realidade do Enoturismo em Portugal».

Realizado no âmbito do projeto Organização, Estruturação e Promoção Empresarial do Enoturismo no Alentejo e Ribatejo, a sessão técnica – que também terá lugar na Vidigueira, Monforte e Grândola – tem por objetivos apresentar boas práticas de enoturismos nacionais e debater ideias que possam alavancar os enoturismos do território.

É assim que no decorrer do workshop serão abordados temas como Condições ideiais para o enoturismo; O enoturismo em Portugal versus enoturismo internacional; e Investir no enoturismo, uma aposta segura.

Dar a conhecer aos agentes e investidores as potencialidades do enoturismo nas regiões Alentejo e Ribatejo, estruturar, qualificar e promover o desenvolvimento sustentável desta atividade turística e, consequentemente, alavancar a divulgação do vinho e de toda a sua cadeia de valor são os objetivos promordiais do projeto Organização, Estruturação e Promoção Empresarial do Enoturismo no Alentejo e Ribatejo que está a ser desenvolvido pela Entidade Regional de Turismo.

Categorias:Economia Tags: , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Isaura Morais já integra os corpos dirigentes da ERTAR Região | Isaura Morais já integra os corpos dirigentes da ERTAR
Região | ERTAR certificou os primeiros restaurantes do Ribatejo Região | ERTAR certificou os primeiros restaurantes do Ribatejo
Futsal – Taças Nacionais realizam-se no distrito de Santarém Futsal – Taças Nacionais realizam-se no distrito de Santarém
Feira Nacional de Agricultura, em Santarém de 2 a 10 de junho Feira Nacional de Agricultura, em Santarém de 2 a 10 de junho

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.