Estudante simulou ser vítima de crimes

Polícia Judiciária de Leiria esclarece simulação de crimes, tentada em 4/2/2016 na Marinha Grande.

Estudante de 22 anos de idade foi constituído arguido após denúncia de alegada prática dos crimes de homicídio tentado e de sequestro.

Car accidentA Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, esclareceu na última quinta-feira, 11 de fevereiro, factos ocorridos em 4 deste mês, na Marinha Grande, participados fraudulentamente.

O alegado ofendido, depois de ter sido encontrado ferido no interior de automóvel acidentado, pretendeu ludibriar as autoridades procurando fazer crer que, pouco antes, tinha sido vítima dos crimes de tentativa de homicídio e de sequestro por parte de desconhecidos que o introduziram, contra a sua vontade, no mencionado veículo.

Durante a investigação que desenvolveu, a Polícia Judiciária determinou que a versão apresentada era falsa, já que o automóvel tinha sido furtado pelo próprio queixoso.

“O presumível autor dos factos é um homem, com 22 anos de idade, estudante, que foi constituído arguido por existência de fortes indícios da prática dos crimes de furto de uso de veículo, condução de veículo sem habilitação legal e simulação de crime”, informa a PJ.

Categorias:Regional Tags: , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Mulher detida em Amor por homicídio tentado Mulher detida em Amor por homicídio tentado
Estudante de Rio Maior na ETEO faz PAP no Jardim Municipal Estudante de Rio Maior na ETEO faz PAP no Jardim Municipal
Detido em flagrante delito em Torres Novas Detido em flagrante delito em Torres Novas
Tinha armas proibidas – afirma a PJ Tinha armas proibidas – afirma a PJ

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.