H2O prepara-se para receber família de refugiados

H2O prepara-se para receber família de refugiados em Arrouquelas.

A H2O – Associação de Jovens de Arrouquelas  irá, em breve, receber uma família de refugiados, numa parceria direta com a Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR), tornando-se assim responsável pela tutoria dessas pessoas, dando-lhes apoio e acompanhando-as na sua integração na comunidade em todas as dimensões.

“Já iniciámos a nossa preparação enquanto organização e também a da parte logística e agora estamos focados na preparação da comunidade”, informa a H2O lembrando que desde 1999 está envolvida em projetos de mobilidade internacional. A este propósito recorde-se esta associação apresenta números notáveis, pois até agora:

  • Já foi responsável por 1 500 mobilidades; e
  • Já recebeu jovens de todo o mundo.

Dado o êxito dos projetos já realizados a H2O é atualmente uma das organizações mais referenciadas a trabalhar com o programa ERASMUS +.

Está neste momento a realizar mais um projeto SVE – Serviço Voluntário Europeu. Aliás, explica Alexandre Jacinto, presidente da direção, “esta nossa experiência em projetos SVE fez com que a PAR nos contactasse para este grande desafio, que penso ser quase único na dimensão das organizações juvenis, com o associativismo juvenil a assumir a responsabilidade num compromisso nacional como é o apoio aos refugiados”. E acrescenta: “Agora iremos trabalhar a comunidade, preparando as pessoas para esta situação, que para muitos de nós é normal mas que, sabemos, para muitas pessoas ainda causa algum desconforto.” Com esta finalidade já está agendada para o dia 22 de abril, pelas 18 horas, após a missa de domingo, uma sessão informativa sobre os refugiados, para a comunidade local, com a participação das entidades parcerias do projeto.

Os últimos três anos têm sido de grande dinâmica para a H2O, associação juvenil que é uma referência nacional pelas atividades realizadas no país e no estrangeiro, pelas quais mereceu o reconhecimento público de várias entidades. Vejamos:

  • 2016 – Medalha de Mérito Grau Prata da Câmara Municipal de Rio Maior.
  • 2017 – Prémio Centros de Cultura e Desporto (CCD) da Fundação Inatel a nível nacional, na Gala Reconhecer, da Fundação Inatel, pelo projeto social Serviço Voluntário Europeu «Be Active Be Creative», prémio este que veio pela primeira vez para a região.
  • 2017 – Prémio Boas Práticas a nível Nacional do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), pelo projeto «Fountains of Youth».

A H2O espera que ainda em 2018 lhe seja reconhecido o estatuto de Utilidade Pública pelo Conselho de Ministros, um reconhecimento atribuído a muito poucas organizações juvenis do país.

Categorias:Rio Maior Tags: , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Trânsito: «Proibido não proibir. A boa solução» Trânsito: «Proibido não proibir. A boa solução»
Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números
Campeões de Boccia são do Agrupamento Marinhas do Sal Campeões de Boccia são do Agrupamento Marinhas do Sal
«Tradição Fadista» com José Neves em CD «Tradição Fadista» com José Neves em CD

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.