IC2 em estado crítico de conservação

É necessário apelar à Administração Central e à Estradas de Portugal a que olhem com olhos de ver para o IC2 entre a Asseiceira e o Alto da Serra, cujos estado degradado representa um perigo iminente.

“Não há sinalização horizontal”, apontou recentemente o vereador da CDU na Câmara Municipal de Rio Maior, Augusto Figueiredo. Este autarca diz ainda que há uma tabuleta a indicar Rio Maior a 4 km mas as pessoas têm que andar 14 km para chegarem à cidade… De facto, para quem circula de sul para norte no IC2, a tabuleta para Rio Maior indica 6 km; para quem não conheça a bifurcação para esta cidade, pode não dar por ela a tempo, pois a tabuleta é pequena e está debaixo de outras duas, uma indicando as Salinas (de onde?) e outra Alcoentre, e seguir para o Alto da Serra, que não é mencionado; então, sim, a pessoa terá que fazer os tais 14 quilómetros, indo até ao Alto da Serra e aí voltando para trás, pela antiga EN1, sempre em frente ou virando à esquerda para tomar a estrada que desce para as Marinhas do Sal e leva à cidade.

Mas o que menos sentido faz para Augusto Figueiredo, é que os acessos da cidade de Rio Maior ao IC2 e vice-versa, em Vale de Óbidos, estejam bloqueados há 30 anos; “Estão projectados, estão lá as acessibilidades mas estão lá portões e pedras a vedar o acesso a Rio Maior por Vale de Óbidos o que é absolutamente surreal”. E interroga-se: “Como é que é possível, no IC2, para além da degradação do seu estado de conservação, haver 30 anos em que o acesso a Rio Maior, por Vale de Óbidos, está bloqueado? Até em casos de emergência, se os bombeiros tiverem que aceder rapidamente ao IC2 por ali, têm que ir pedir uma chave para abrir o portão!”. Figueiredo defende que “a responsabilidade da Estradas de Portugal” nesta matéria “tem que ser exigida”.

Portões fechados a cadeado naquilo que seria o local de acesso da cidade de Rio Maior ao IC2 por Vale de Óbidos.

Portões fechados a cadeado naquilo que seria o local de acesso da cidade de Rio Maior ao IC2 por Vale de Óbidos.

Embora há já uns anos os Bombeiros Voluntários de Rio Maior não se socorram do acesso por Vale de Óbidos ao IC2, admitem que numa emergência naquele sector da via seria muito mais rápido chegarem ao sinistro por ali do que dando a volta que têm que dar, uma vez que o acesso está bloqueado.

Para muitos empresários também seria saudável para a economia local que quem circula no IC2 pudesse aceder mais facilmente à cidade, em vez de passar por ela a coisa de 1 km se tanto, como se não estivesse no mapa… Aliás há mesmo quem impute grande quota-parte do declínio da actividade comercial de Rio Maior à impossibilidade de acesso à cidade por Vale de Óbidos, aqui a dois passos.

Indo de Asseiceira para o Alto da Serra é aqui que se sai do IC2 para aceder à cidade de Rio Maior.

Indo de Asseiceira para o Alto da Serra é aqui que se sai do IC2 para aceder à cidade de Rio Maior.

O vice-presidente do Município, Carlos Frazão Correia (PSD), recordou que embora os acessos de Rio Maior ao IC2 e do IC2 a Rio Maior por Vale de Óbidos estivessem projectados não avançaram porque na altura achou-se ser melhor fazer outros acessos. Mas “mais do que aquele nó estar aberto ou não, preocupa-me ainda muito mais o estado de circulação” daqueles 7 ou 8 quilómetros do troço do IC2 entre Asseiceira e o Alto da Serra, “porque aquilo é um perigo iminente”. E no entanto, “nós, Câmara, já vimos vários projectos aprovados para a remodelação”, daquele troço, “com várias rotundas, etc., mas infelizmente nunca passou do papel”. — C. M.

Categorias:Rio Maior Tags: , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Judoca da Académica de Rio Maior é Campeão Nacional Região | Judoca da Académica de Rio Maior é Campeão Nacional
Região | Agrupamento Marinhas do Sal de Rio Maior, na Suécia Região | Agrupamento Marinhas do Sal de Rio Maior, na Suécia
Região | Futebol: Em jornada desastrosa RMSC deixa Forense empatá-lo Região | Futebol: Em jornada desastrosa RMSC deixa Forense empatá-lo
Região | Junta de Rio Maior apoia empresários da restauração Região | Junta de Rio Maior apoia empresários da restauração

Responder

Enviar Comentário

© 2019 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.