Incentivo para médicos que queiram vir para Rio Maior

Para médicos que queiram ocupar vagas em aberto no Centro de Saúde de Rio Maior

Incentivo aprovado por unanimidade mas com declarações de voto

Entrada principal do Centro de Saúde de Rio Maior.

Entrada principal do Centro de Saúde de Rio Maior.

Na sua primeira reunião de outubro, realizada no dia 9, a Câmara Municipal de Rio Maior aprovou, por unanimidade, a criação de um incentivo mensal de 450,00€ pelo prazo de 1 ano mas renovável por acordo entre as partes, a atribuir a três médicos que concorram às vagas em aberto no Centro de Saúde Dra. Maria Laudelina Barbosa, de Rio Maior e que residam fora do concelho de Rio Maior.

É uma nova tentativa da autarquia para proporcionar um acesso mais alargado e igualitário dos utentes aos cuidados de saúde.

As diligências estão, de momento, centradas no objetivo de conseguir que fiquem colocadas no Centro de Saúde de Rio Maior, as duas médicas estagiárias que ali se encontram em funções.

Com 24.000 utentes, um número superior ao de habitantes do concelho, este Centro de Saúde ainda tem 3.700 utentes sem médico de família que no entanto são atendidos pelos médicos prestadores de serviços.

Mas para procurar preencher as três vagas existentes para médicos de família, a presidente da Câmara propôs a adoção do referido incentivo mensal de 450,00€, montante “a vigorar no ano de 2015” e que “cumpram o horário de trabalho a tempo inteiro”.

O incentivo, a ser atribuído a requerimento individual de cada um dos três médicos, destina-se a ajudar tanto à fixação em Rio Maior como à deslocação.

A proposta viria a ser aprovada por toda a vereação mas com declarações de voto:

Carlos Nazaré Almeida (PS) ficou “encantado” com a a iniciativa e votou-a favoravelmente “porque é a forma de minimizar o problema da falta de médicos no concelho de Rio Maior, lamentando que o Ministério da Saúde* não tenha o respeito devido aos médicos”, do ponto de vista salarial, no seu início de carreira.

Para Augusto Figueiredo (CDU) a proposta é a consequência lógica das políticas do Governo* que “retira meios às autarquias obrigando-as a inventar soluções com míseros euros”, mas aprovou-a porque “o povo de Rio Maior está a sofrer muito com a falta de médicos”.

Daniel Pinto (PS) quis saber se houve comparação com incentivos adotados por outros municípios, ao que a proponente elucidou que sim mas que Rio Maior abrira um precedente trazendo alguns médicos cubanos numa fase particularmente difícil para o Centro de Saúde e os seus utentes, porque se “a Saúde não é uma competência da Câmara, a promoção da saúde é uma responsabilidade camarária”. O critério para estabelecer o valor do incentivo tem a ver com o valor do km estabelecido por lei.

Carlos Frazão Correia (PSD-CDS/PP) declarou ter votado favoravelmente, porque “com todo o custo que possa ter para o Município” a Saúde “é um bem necessário à população do concelho de Rio Maior” e considerou que na altura difícil em que a autarquia recuperou e mobilou um apartamento para alojar o casal de médicos que conseguiu trazer para a cidade, a medida foi “extremamente correta”, embora criticada por algumas pessoas. “Penso que se não for com este tipo de incentivos a saúde do nosso concelho estará cada vez pior”, concluiu.

Na sua declaração de voto, Ana Filomena Figueiredo (PSD-CDS/PP), realçou que Isaura Morais tudo tem feito para suprir a falta de médicos no Centro de Saúde mas que ainda assim a “confrange o ponto a que chegámos quando a colocação de médicos tutelada pelo Ministério da Saúde, hoje tem que ser acompanhada por medidas que aliciem os médicos à sua fixação (…) Deixo aqui o meu respeito e consideração a todos os médicos que no passado aceitaram, contrariados ou não, as regras do Ministério da Saúde e foram prestar o seu dever para outros locais que não o da sua residência”.

Posto isto resta esperar que a medida de aliciamento resulte e culmine no preenchimento das três vagas para médicos de família, existentes no Centro de Saúde Rio Maior e quiçá propicie a constituição, adiada há 6 anos, da Unidade de Saúde Familiar «Moinhos».

* Governo da lesgislatura anterior à atual.

Categorias:Em Destaque Tags: , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Gestão do Desporto juntou mais de 300 congressistas Região | Gestão do Desporto juntou mais de 300 congressistas
Região | Secretário de Estado da Economia visita Leiria Região | Secretário de Estado da Economia visita Leiria
Região | Cláudio Matias é o Bombeiro de Mérito 2017 da AHBVRM Região | Cláudio Matias é o Bombeiro de Mérito 2017 da AHBVRM
Região | Movimentos – Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números Região | Movimentos – Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.