Mafalda Rosa alcançou a Prata em Berlim

A conceituada competição alemã tem sido tudo menos fácil, mas a jovem atleta riomaiorense, Mafalda Rosa, conseguiu ao segundo dia de provas, alcançar a medalha de prata nos 400 metros livres.

Partiram na madrugada do dia 26 para a prova mais importante do seu Calendário Competitivo, as jovens atletas do Clube de Natação de Rio Maior, Mafalda Rosa, Beatriz Carvalho, Cátia Agostinho, Rita Vieira, Beatriz Rodrigues e Beatriz Leal.

Falamos do Meeting International de Natação em Berlim, competição para a qual, a equipa orientada pelo treinador Nuno Ricardo, apostou tudo, sendo fácil perceber porquê. São 178 equipas de 28 paises, totalizando cerca de 6.000 inscrições para provas, que se traduzem em três longos dias (27 e 28 de Fevereiro e 1 de Março), com eliminatórias no período da manhã, e finais no período da tarde.

O técnico riomaiorense salienta que “já no ano passado pensávamos eleger esta prova como a prova do ano de 2015. Preparamos tudo para estar bem em Berlim, realizamos dois Meetings Internacionais como preparação específica e os indicadores foram positivos.”, acrescentando que a experiência numa competição destas “será inesquecível para estes jovens, irá com certeza marcar as suas vidas”. “Tenho o prazer de ter por perto pais que quando lhes propus esta competição conseguiram perceber o valor além da competição em si”, conclui Nuno Ricardo.

Considerada como a melhor Competição da Alemanha, muitos são os países que elegem este evento para competir com os melhores das suas idades, sendo que estarão presentes alguns nadadores olímpicos, com destaque para o húngaro László Cseh, 28 vezes Campeão da Europa e 5 vezes medalhado em Jogos Olímpicos.

A equipa de Rio Maior partiu com o objectivo de dar o seu melhor frente aos melhores, e tentar chegar ao TOP5 em algumas provas. Claro que, tendo em conta os resultados de anos anteriores, conseguia-se perceber que seria uma tarefa difícil chegar ao TOP3. De resto, foi a primeira vez que Portugal esteve representado nesta competição que já leva 8 edições.

Na sexta-feira a piscina esteve "à pinha" dificultando a fase de aquecimento.

Na sexta-feira a piscina esteve “à pinha” dificultando a fase de aquecimento.

O primeiro dia da prova (sexta-feira) levou as atletas Beatriz Leal e Ana Beatriz Rodrigues a competir nos 50 metros mariposa, e Mafalda Rosa e Beatriz Carvalho nos 400 metros livres. Assim, depois de um aquecimento muito concorrido onde “não cabia uma agulha”, as atletas de Rio Maior tiveram de aguardar cerca de uma hora e meia pelas séries mais rápidas de cada prova.

Apesar de alemã, a organização não foi das melhores, acabando por trocar a câmara de chamada para os 50 metros mariposa, levando as atletas riomaiorenses (que pertenciam à primeira série) a não conseguir atravessar a piscina de um lado ao outro a tempo de Beatriz Rodrigues conseguir entrar em prova. Por sorte, Beatriz Leal conseguiu chegar a tempo ao início da prova, e após 50 metros de corrida entre a multidão conseguiu, dentro de água, melhorar em 2 segundos o seu tempo.

NATACAO 02

Mafalda Rosa (à esquerda) discutiu o segundo lugar até ao fim, acabando por alcançar a Prata.

Duas horas depois, as riomaiorenses voltariam a entrar em acção, desta feita nos 400 metros livres, prova que fecharam com chave de ouro (prata neste caso), com Mafalda Rosa a levar a melhor sobre uma nadadora húngara e a conseguir alcançar o segundo lugar do pódio, após uma discussão renhida nos últimos 25 metros. A nadadora riomaiorense conseguiu ainda subtrair 6 segundos ao seu tempo de inscrição! Também nesta série, Beatriz Carvalho acabou com um quinto lugar.

Hoje, Sábado 28 de Fevereiro, foi um dia muito preenchido por diversas provas provas. O CNRM começou cedo, com os 100 metros costas de Rita Vieira, Cátia Agostinho e Mafalda Rosa. Ambas melhoraram muito as suas marcas e apresentaram um bom nível nas suas séries. Nas provas mais curtas, os 50 metros livres, Beatriz Rodrigues, Beatriz leal, Cátia e Rita entraram rápido e melhoraram as suas marcas pessoais. Ainda nos 50 metros, mas bruços, depois de uma confusão com os nomes portugueses, foi finalmente permitido que Cátia e Rita nadassem. Apesar de melhorarem muito os seus tempos, o técnico Nuno Ricardo considera ainda que “se tudo tivesse sido normal na câmara de chamada, as provas teriam corrido ainda melhor”.
Por fim realizaram-se os 200 metros livres, com Beatriz Carvalho e Mafalda Rosa a entrarem um pouco lentas (depois de uma espera de duas horas e meia após a primeira prova), mas a recuperarem bem logo a partir dos segundos 50 metros. Mafalda Rosa acabou por ficar em 4º lugar nesta prova, a 3 segundos do pódio.

Nuno Ricardo salienta que “como já vínhamos analisando, nas provas abaixo dos 400 metros a maturação ganha muito ênfase e acaba por baixar a probabilidade de discutir os 3 primeiros lugares”, não deixando, no entanto, de ser uma excelente participação por parte das riomaiorenses que, cansados do dia longo que tiveram, partem satisfeitas e sem pressão para o último dia de prova, que tem lugar durante o dia de amanhã (domingo).

Categorias:Natação Tags: , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | João Moutão deixa a Escola Superior de Desporto Região | João Moutão deixa a Escola Superior de Desporto
Região | 10 pódios para o CNRM em Montargil e Ayamonte Região | 10 pódios para o CNRM em Montargil e Ayamonte
Região | Circuito de Mar do Algarve: pódios para Gonçalo e Beatriz Região | Circuito de Mar do Algarve: pódios para Gonçalo e Beatriz
Região | Circuito de Mar do Algarve: Gonçalo Bárbara, vencedor absoluto Região | Circuito de Mar do Algarve: Gonçalo Bárbara, vencedor absoluto

Um Comentário

  1. Anabela Ricardo diz:

    Rio Maior, a chamada " Cidade do Desporto "! Tenho pena que não haja patrocinios dos n/ Empresários RioMaiorenses, nem ajudas por parte da Camara Municipal para investirem nestas jovens.Sei que existem dificuldades mas um pouco que fosse faria sempre a diferença. Todas as despesas são suportadas pelos pais. Nem um autocarro a Camara subsidia para uma deslocação aqui perto. São os pais que dividem o transporte dos atletas pelos seus proprios veiculos. Depois vêm fazer publicidade dos atletas à televisão que nem um chavo levam desta cidade.

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.