No 10º aniversário do Cineteatro, recordar é viver

 

Casa da Cultura – Cineteatro Municipal de Rio Maior comemora 10 anos no 6 de Novembro de 2016

cineteatro_inaugura_10_anos_00

É verdade! Já lá vão dez anos que num 6 de Novembro – o do 170º aniversário da fundação do Concelho de Rio Maior –, se inaugurava a Casa da Cultura – Cineteatro Municipal de Rio Maior.

Relatava o jornal Região de Rio Maior, a esse propósito:

— Tiveram três pontos altos as comemorações do 170º aniversário da Fundação do Concelho de Rio Maior: a sessão solene com a atribuição da medalha do município a alguns munícipes distinguindo os seus méritos, o lançamento do livro «Retratos do Passado» da autoria de Marcolino Nobre e a inauguração da Casa da Cultura de Rio Maior – Cine-teatro e do Parqueamento Central. Este último acto contou com a participação do secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Rui Baleiras e ocorreu já bem depois das 21h00 previstas, principiando pelo parqueamento automóvel subterrâneo. Antes, o secretário de Estado, na companhia do presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Silvino Sequeira, outros autarcas locais, o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região de Lisboa e Vale do Tejo, Fonseca Ferreira, o comandante do Posto da GNR de Rio Maior, sargento-chefe Arlindo Lopes e outras personalidades assistiu, no Largo Aires de Sá, defronte do qual se ergue o novo equipamento cultural, a uma actuação da Bagatuna, tuna da Escola Superior de Desporto. Tanto no parque de estacionamento como no hall do cine-teatro, Silvino Sequeira e Rui Baleiras descerraram placas alusivas à respectiva inauguração.

No cine-teatro, repleto de convidados e público, os dois dirigentes, ladeados por Fonseca Ferreira e o presidente da Assembleia Municipal de Rio Maior, Victor Damião, protagonizaram uma breve cerimónia, relativamente informal, para assinalar politicamente as inaugurações que culminavam as celebrações dos 170 anos do concelho. “Sou de uma geração que tem a obrigação de fazer a transição entre uma outra geração que foi no seu tempo e no seu espaço motivo de orgulho, também, dos Riomaiorenses, pela sua actividade cénica, cinéfila, cultural”, começou por assumir o presidente da câmara na sua intervenção, resumindo depois o paulatino desaparecimento das salas de cinema em Rio Maior até àquele momento inaugural do novo cine-teatro.

(…)

Em resposta, Rui Baleiras, tomando como referência o anfiteatro cheio que inaugurava a Casa da Cultura de Rio Maior – Cine-teatro, defendeu que Portugal deve orgulhar-se das populações locais e das instituições de poder que lhes estão mais próximas que são as instituições municipais, “um agente poderoso de desenvolvimento” que resulta de Democracia. “Houve um primeiro ciclo em que a acção municipal foi primordialmente dirigida para a construção de infra-estruturas; depois este ciclo que ainda estamos a viver, para o qual as energias dos autarcas e as atenções dos munícipes se dirigiram para a qualificação do parque escolar e do espaço público e para a construção de equipamentos culturais”, comentou o secretário de Estado. Agora, no novo ciclo que se está a abrir, “será fundamental haver uma maior concertação entre municípios, pensar o poder local numa escala de intervenção mais alargada, haver mais parcerias no investimento e na exploração de equipamentos entre municípios, entre estes e a comunidade empresarial, entre estas e os centros de formação profissional”, sublinhou, referindo que o QREN (sigla do novo quadro comunitário de apoio) terá “instrumentos incentivadores dessa nova abordagem numa escala mais alargada e numa território mais abrangente”.

Em 2014, o Cineteatro Municipal de Rio Maior registou uma alteração de vulto, já da lavra do segundo executivo municipal presidido por Isaura Morais. Noticiava então o jornal Região de Rio Maior de 7 de novembro desse ano, sob o título «Rio Maior no cinema da era ‘D’ e ‘3D’ – Cineteatro estreia máquina de projetar, à experiência, no Feriado Municipal»:

— Com o “desaparecimento” dos filmes de 35 mm, para os quais o Cineteatro de Rio Maior estava equipado, o Município tem à experiência uma nova máquina de projetar (que se for adquirida custará cerca de 2.000 € mais IVA), para filmes «D» (digitais) e em «3D» (3 dimensões, estes requerendo óculos apropriados para os espectadores, que também serão disponibilizados). A nova máquina, estreada na quinta-feira, 6 de Novembro, Dia do Concelho, numa sessão gratuita em «3D», para maiores de 6 anos, anunciada para as 21h30, com o filme «Os Monstros das Caixas!», voltará a ser “testada” na sexta-feira, dia 7, também às 21h30 e com o mesmo filme mas agora em versão «D» e em sessão normal.

Um ano depois, em 2015, com o título «No Cineteatro de Rio Maior frequências disparam após introdução do digital», a notícia era esta:

— Está agora a fazer um ano que foi introduzido no Cineteatro Municipal de Rio Maior o sistema de projeção de cinema digital. Os números registados no 1º semestre de 2015, portanto já referentes ao cinema digital apontam, por comparação com os do 1º semestre de 2014 (projeção de filmes em película de 35 mm), para um aumento de 34% de sessões de cinema e de 210% na afluência de público, o que tem levado os trabalhadores do Cineteatro a, voluntariamente, realizarem sessões para além das previstas a fim de satisfazer a procura. Esta adesão do público é imputada à qualidade da oferta e à atualidade dos filmes, contrariamente ao que se passava antes da projeção digital.

Para “memória futura” como se usa dizer, deixamos aqui estes “recortes de imprensa”, em cima a imagem da capa da edição nº 944 de 10/11/2006 e também uma pequena galeria de fotografias que se reportam à inauguração do Cineteatro há dez anos.

ATUALIZAÇÃO

Veja agora os números do Cineteatro de Rio Maior, de novembro de 2006 a junho de 2016.

numeros_cineteatro_rm_2006_2016

A seguir publicamos o cartaz do programa comemorativo do 10º aniversário deste equipamento.

Print

Categorias:Em Destaque, Rio Maior Tags: , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Já há programa para o 6 de Novembro Já há programa para o 6 de Novembro
O Rotary Club de Rio Maior existe há uma década O Rotary Club de Rio Maior existe há uma década
O 19º aniversário da Escola Superior de Desporto de Rio Maior O 19º aniversário da Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2019 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.