Novo pároco para Rio Maior nomeado pelo bispo de Santarém

Nove diáconos permanentes vão exercer o seu ministério em estreita colaboração com os respetivos párocos.

Rio Maior tem novo pároco: o padre de origem italiana Paolo Beretta.

Altar da Igreja Paroquial de Rio Maior.

Altar da Igreja Paroquial de Rio Maior.

O bispo de Santarém publicou ontem, 16/7/2016, as nomeações para o ano pastoral de 2016-2017, colocando nove diáconos permanentes para exercerem o seu ministério “em estreita colaboração com os respetivos párocos”.

O documento foi divulgado após a ordenação do diácono Cláudio Jorge Nunes Rodrigues, no 31º aniversário da dedicação da Catedral de Santarém e 41º aniversário da criação da Diocese de Santarém. Este diácono está colocado na paróquia de Rio Maior.

Entretanto, o padre António Diogo, que era o vigário da paróquia de Rio Maior, por razões de saúde está dispensado de serviço paroquial passando à situação de jubilado. É substituído na pelo padre de origem italiana Paolo Beretta (foto no Facebook, de quando foi condecorado pelo Chefe de Estado em 2005), que assume as funções de pároco de Rio Maior.

Eis as nomeações

Párocos e vigários paroquiais:

– Padre António José de Brito Antunes é nomeado pároco de Vila Chã de Ourique e Póvoa da Isenta, acumulando com os outros serviços que tem.

– Padre António Júlio Ferreira dos Santos é nomeado vigário paroquial de Vila Chã de Ourique e Póvoa da Isenta.

– Padre Nuno Manuel Pena Pereira é nomeado pároco de Abitureiras, Moçarria e Várzea. Deixa os serviços pastorais que tem na Vigararia de Torres Novas.

– Padre Paolo Beretta é nomeado pároco de Rio Maior. Deixa o serviço Paroquial de Azinhaga, Golegã e Pombalinho.

– Padre Pedro Miguel Castro Marques é nomeado pároco de Azinhaga, Golegã e Pombalinho.

– Padre Rafael Diogo de Sousa é nomeado vigário paroquial de Torres Novas (Santa Maria, Divino Salvador, São Pedro e São Tiago), Meia Via e Olaia. Deixa o serviço paroquial de Abitureiras, Moçarria e Várzea.

– Padre Ricardo Miguel Neves Madeira é nomeado pároco de Meia Via e Olaia e Capelão das Irmãs Beneditinas Missionárias de Tutzing, mantendo as nomeações que tem.

– Padre Acácio da Cruz Pires cessa o serviço na Diocese para regressar à sua diocese de incardinação.

– Padre António Augusto Gonçalves Diogo é dispensado, por motivos de saúde, do serviço paroquial, passando à situação de jubilado.

Os sacerdotes que cessam o múnus de pároco numa determinada paróquia, cessam a sua jurisdição com a tomada de posse do seu sucessor.

Os párocos cessantes devem, com o Conselho para os Assuntos Económicos e Patrimoniais e o Conselho Pastoral, colocar em dia o inventário do património móvel e imóvel, registar os principais indicadores da vida pastoral e as iniciativas de evangelização e obras em curso, prestar contas à Diocese e seguir as orientações diocesanas para estas situações.

Comissão para a Administração do Fundo Diocesano do Clero:

– Padres Aníbal Manuel Vieira, António José de Brito Antunes e Ricardo Miguel Neves Madeira.

Diáconos:

– Diácono Cláudio Jorge Nunes Rodrigues, candidato ao presbiterado, exercerá o ministério na Paróquia de Rio Maior.

Diáconos Permanentes:

Os Diáconos Permanentes exercerão o seu ministério, em estreita colaboração com os respetivos párocos, no âmbito das seguintes comunidades:

– Diácono Arlindo João Martins Garcia, Paróquias de Torres Novas (Santa Maria, Divino Salvador, São Pedro e São Tiago), Meia Via e Olaia.

– Diácono Artur Manuel Marques Ferreira, Paróquias de Santa Maria e São João Batista de Tomar.

– Diácono José Manuel Bernardo Branco, Paróquias da zona norte da Vigararia de Santarém.

– Diácono Ludgério Martins Portela, Paróquias de Abrã, Amiais de Baixo, Moitas Venda e Monsanto.

– Diácono Luís Miguel da Conceição Esteves, Paróquias de Torres Novas (Santa Maria, Divino Salvador, São Pedro e São Tiago), Meia Via e Olaia.

– Diácono Paulo José Ribeiro Campino, Paróquias de Santarém (Marvila, Divino Salvador, Santa Iria da Ribeira de Santarém e São Nicolau), mantendo as nomeações que tem.

– Diácono Pedro Fernando Narciso Madeira, Paróquias da zona sul da Vigararia de Santarém.

– Diácono António da Silva Pereira, cessa o serviço nas Paróquias da cidade de Torres Novas, mantendo as outras nomeações que tem.

– Diácono Constantino Gaudêncio Lopes, cessa funções na Paróquia da Sagrada Família do Entroncamento, mantendo as outras nomeações que tem.

Os Diáconos Permanentes são nomeados para determinadas comunidades, no entanto, poderão ser chamados a colaborar nalguns serviços pastorais da Vigararia ou noutras paróquias, em cooperação com os sacerdotes responsáveis.

Os Diáconos Permanentes devem:

  • Dar testemunho do Evangelho no meio familiar, profissional e social;
  • Participar ativamente na pastoral familiar;
  • Colaborar zelosamente na organização e no exercício evangélico da caridade;
  • Colaborar na pastoral das exéquias, designadamente no apoio espiritual e humano das pessoas que sofrem o luto;
  • Promover e acompanhar “encontros ao redor da Bíblia” e pregar a Palavra de Deus de acordo com o serviço combinado com os párocos;
  • Participar na celebração da eucaristia e rezar com a Igreja e pela Igreja a liturgia das horas;
  • Presidir à celebração de sacramentos e sacramentais segundo a missão confiada.

Quem é o padre Paolo Beretta?

Frei Paulo Beretta está em Portugal desde os anos 70 do século XX, tendo chegado a Coimbra em 1975. Em 10 de Junho de 2015, Dia de Luís de Camões, de Portugal e das Comunidades Portuguesas no Mundo, o frade Franciscano Paolo Beretta foi condecorado, na cerimónia comemorativa realizada em Guimarães, pelo então Presidente da República, Jorge Sampaio, com a comenda da Ordem de Mérito, a qual se destina genericamente a galardoar atos ou serviços meritórios praticados no exercício de quaisquer funções, públicas ou privadas, ou que revelem desinteresse e abnegação em favor da comunidade.

Durante 16 anos o sacerdote fez parte da comunidade religiosa de Santo António dos Olivais, em Coimbra. Frei Paulo Beretta pertence à ordem dos Frades Menores Conventuais.

Em Coimbra, foi o primeiro guardião (superior) da comunidade Franciscana a quem o bispo da diocese acabara de confiar a Igreja de Santo António dos Olivais e a respectiva paróquia.

Em 1991 passou a integrar a comunidade de Lisboa dos Frades Menores Conventuais. Três anos depois foi nomeado capelão dos hospitais de S. José e de D. Estefânia.

Em 2002, a convite do Chefe de Estado visitou as zonas afectadas pelas cheias em Moçambique, desenvolvendo então esforços para estabelecer uma rede de solidariedade entre Portugal e aquele país africano de língua oficial portuguesa.

O padre Paolo Beretta “escolheu viver sob o signo da solidariedade, destacando-se o facto de serem muitos os que usufruem da sua generosidade exemplar e profunda consciência social, sempre militando pela causa dos mais fracos”, lê-se em referências que lhe são feitas.

Categorias:Regional Tags: , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Rio Maior volta a receber o Challenger da NERSANT Rio Maior volta a receber o Challenger da NERSANT
Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números
Includ-ED dá a volta ao Agrupamento Fernando Casimiro Includ-ED dá a volta ao Agrupamento Fernando Casimiro
Atividade operacional do Comando Territorial da GNR Atividade operacional do Comando Territorial da GNR

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.