NSRM – Juvenis empatam em casa com Alverca

A jogar em casa, frente ao FC Alverca, equipa com a qual já havia alcançado três vitórias esta época, os Juvenis A do NSRM não foram além do empate a uma bola.

Em encontro a contar para a 9ª jornada da 2º fase do Campeonato Nacional de Juniores “B”, série D, os riomaiorenses não fizeram um jogo particularmente inspirado, revelando sempre demasiada ansiedade e pouco discernimento no último terço do terreno.

De resto, durante o primeiro tempo não foram muitas as oportunidades de golo, mas a verdade é que os visitantes foram quem chegou com maior perigo à baliza contrária, com o guardião do NSRM, Léo, a brilhar por duas vezes, primeiro a “voar” para uma defesa difícil e depois com uma saída decidida, que evitou o pior para os riomaiorenses, mas deixou o jovem guarda-redes maltratado.

No segundo tempo, as coisas pareciam estar a mudar, com o NSRM a chegar com mais frequência à baliza contrária. A equipa de Rio Maior até se podia ter colocado em vantagem, depois de um lance de contra-ataque que levou Oleg à linha de fundo a cruzar atrasado para a entrada de Rodrigo Antão, que acabou rasteirado à entrada da área quando já armava o remate. O árbitro da partida deu ordem de expulsão ao jogador do Alverca e apontou para a marca de onze metros, de onde Kiko acabou por permitir a defesa ao guardião contrário, desperdiçando a oportunidade soberana.

Quem não perdoou foi o FC Alverca que, pouco depois, beneficiou também de uma grande penalidade, depois de ver um dos seus jogadores derrubado na grande área riomaiorense.

A equipa de Alverca colocou-se em vantagem e os riomaiorenses acusaram o golo, que aumentou ainda mais o seu nervosismo.

Os riomaiorenses, em vantagem numérica, partiram para cima do adversário e foram criando oportunidades. Mas a bola teimava em não entrar, com Oleg a dispor da melhor oportunidade, com um remate acrobático, ao segundo poste, que saiu ligeiramente ao lado.

Ainda assim, a equipa de Rio Maior acabou por chegar ao empate, a poucos minutos do fim, por intermédio de André Santos, na cobrança de mais uma grande penalidade (foram três mas podiam ter sido mais caso o árbitro tivesse mantido o critério). Rodrigo Antão controlou uma bola dentro da área, tirou um jogador da frente e tentou cruzar, mas o lance foi interceptado pela mão de um defensor… o árbitro não hesitou em assinalar o penalti.

Até ao fim, os riomaiorenses continuaram a carregar mas já não conseguiram voltar a marcar.

O terceiro empate consecutivo no campeonato acaba por não ser mau de todo, dado que permite ao NSRM manter os adversários à distância pontual que tinha no início da partida.

Na próxima jornada (10ª), a 26 de Abril, os riomaiorenses deslocam-se a Lisboa para enfrentar o Atlético CP, equipa frente à qual o NSRM ainda não alcançou nenhuma vitória esta época (3-0, 3-3 e 1-4).

Categorias:Em Destaque, NSRM Tags: , , ,

Também pode ser do seu interesse:

AFS adotou medidas de apoio ao futebol e futsal AFS adotou medidas de apoio ao futebol e futsal
Alexandre Ribeiro do Rio Maior Triatlo, na Lituânia Alexandre Ribeiro do Rio Maior Triatlo, na Lituânia
NSRM na Copa Guadiana 2017 NSRM na Copa Guadiana 2017
Juniores do Sporting, campeãs em Rio Maior Juniores do Sporting, campeãs em Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2017 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.