O Mistério Pascal e a Semana Santa em Rio Maior

A celebração do Mistério Pascal e da Semana Santa em Rio Maior, em 2016, Ano da Misericórdia.

semana_santa_1

O Papa Francisco, em 1 de janeiro de 2016 desejou que este ano seja o da misericórdia.

O Papa desejou, no dia 1 de janeiro de 2016, em Roma, no final da Missa a que presidiu na Basílica de Santa Maria Maior, onde abriu a Porta Santa do Jubileu extraordinário, que este ano seja marcado pela misericórdia.

Relatou na altura a Agência Ecclesia:

“Desejo-lhes um bom ano, pleno da misericórdia de Deus, que perdoa tudo. Tudo…! Abram o coração a esta misericórdia, escancarem o coração, para que exista a alegria, a alegria do perdão de Deus. Boa noite e rezem por mim. E Bom Ano”, disse Francisco, que saiu da basílica para saudar a multidão que se tinha reunido na praça adjacente.

A celebração começou com a abertura da Porta Santa do Jubileu da Misericórdia, a última das basílicas papais (São Pedro, São Paulo fora de muros, São João de Latrão e Santa Maria Maior).

Na homilia da Missa, o Papa apresentou uma reflexão sobre a saudação «Salve Rainha, Mãe de Misericórdia», hino antigo, de autor desconhecido, que chegou até hoje como uma oração.

“É mais do que apropriado que, neste dia, invoquemos a Virgem Maria, antes de tudo como a Mãe da misericórdia. A Porta Santa que acabamos de abrir é, realmente, uma Porta da Misericórdia: todas as pessoas que cruzarem este limiar são chamadas a mergulhar no amor misericordioso do Pai”, explicou.

Francisco lamentou depois que o perdão seja uma atitude “tão incompreendida pela mentalidade mundana”.

“Quem não sabe perdoar não conheceu ainda a plenitude do amor. Só quem ama de verdade é capaz de chegar ao perdão e esquecer a ofensa recebida”, assinalou.

O Papa alertou para as consequências do “rancor” e da “vingança”, sustentando que só o perdão podem abrir o coração de cada pessoa “à alegria e à serenidade, porque liberta a alma dos pensamentos de morte”.

“Abramos o nosso coração à alegria do perdão, conscientes da esperança segura, que faz da nossa existência humana um instrumento humilde do amor de Deus”, apelou.

Na solenidade litúrgica de Santa Maria, Mãe de Deus – o grau mais importante no calendário católico – Francisco convidou os presentes a aclamar Nossa Senhora, com este título de “Santa Mãe de Deus”, definido no Concílio de Éfeso, em 431.

Após a bênção final, o Papa dirigiu-se à capela lateral para venerar o ícone de Maria «Salus Populi Romani», onde costuma rezar antes e depois de cada viagem apostólica, colocando flores diante da imagem.

Francisco abriu o portão de ferro com o mesmo gesto com que se abre uma Porta Santa, para então ficar alguns momentos em oração silenciosa.”

PROGRAMA DA CELEBRAÇÃO DO MISTÉRIO PASCAL, DA SEMANA SANTA E DA PÁSCOA EM RIO MAIOR

PROVAS.pmd

Categorias:Sociedade Tags: , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Includ-ED dá a volta ao Agrupamento Fernando Casimiro Includ-ED dá a volta ao Agrupamento Fernando Casimiro
A Seleção Nacional de Futsal está em Rio Maior A Seleção Nacional de Futsal está em Rio Maior
NA ESDRM x NA Samora Correia disputam o comando NA ESDRM x NA Samora Correia disputam o comando
Melhores nadadores da região treinam no CAR Rio Maior Melhores nadadores da região treinam no CAR Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.