O recente protocolo para o Rio Maior Voluntário

As entidades parceiras de «Rio Maior Voluntário» celebraram recentemente um novo protocolo.

Da esquerda para a direita: os signatários do novo protocolo de parceria: Maria José Figueiredo, Isaura Morais, Luís Filipe Santana Dias e Alberto Barreiros.

Da esquerda para a direita: os signatários do novo protocolo de parceria: Maria José Figueiredo, Isaura Morais, Luís Filipe Santana Dias e Alberto Barreiros.

Como se noiticiou na ocasião, a presidente do Município, Isaura Morais, o presidente da Junta de Freguesia de Rio Maior, Luís Filipe Santana Dias, a provedora da Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior, Maria José Figueiredo e Alberto Barreiros, presidente da direção do Centro de Educação Especial «O Ninho» do Concelho de Rio Maior assinaram, no dia 17 de março de 2016, um novo protocolo de parceria entre as referidas instituições que as vincula ao Rio Maior Voluntário. O ato decorreu nos Paços do Concelho.

O leitor dispõe agora, e aqui, de informação mais completa, como foi publicada na edição em papel do jornal Região de Rio Maior (nº 1343 de 25/3/2016):

Recorde-se que um primeiro documento, designado «Rio Maior Voluntário», celebrado há uns anos entre as mesmas entidades, com exceção de «O Ninho», veio impulsionar o Voluntariado no território riomaiorense, por assim dizer. «Rio Maior Voluntário», evidentemente inspirado nas orientações gerais para o Voluntariado a nível do país, veio agilizar uma implementação mais desenvolta do voluntariado em Rio Maior, em contraponto a algum centralismo sentido localmente.

Mais tarde, com o advento do CLDS+, «O Ninho» que o tutelava em Rio Maior veio a integrar a parceria. Findo aquele programa, surgiu ultimamente o CLDS+ de 3ª geração, igualmente sob a tutela daquela IPSS, havendo a necessidade de adequar o protocolo a esta nova realidade, o que o documento agora firmado assegura até 2018.

Recorde-se que as áreas de atividade em que é possível exercer ou apresentar projetos de voluntariado são: a infância, a juventude, os idosos, pessoas com deficiência, o apoio a famílias carenciadas, a recolha e distribuição de bens, as atividades lúdicas, a educação, a saúde, o ambiente e a cultura, entre outros. Nesse quadro, o «Rio Maior Voluntário» visa:

  • Incentivar e fomentar a prática do voluntariado a favor da comunidade;
  • Promover o encontro entre a oferta e a procura de voluntariado:
  • Formar voluntários e agentes institucionais no âmbito do voluntariado;
  • E divulgar e apoiar projetos e oportunidades de voluntariado.

Quem pretenda participar voluntariamente em projetos de interesse social e comunitário pode ser Voluntário.
As entidades públicas da administração central, regional ou local, as pessoas coletivas de direito público ou privado e as organizações socialmente reconhecidas que promovem ou pretendam promover projetos de voluntariado podem ser Entidades Promotoras de Voluntariado, bem como organizações que reúnam condições contempladas na legislação para receber voluntários e coordenar o seu trabalho.

Assinado este novo protocolo de parceria, a provedora da Santa Casa regozijou-se pelo facto de ser agora possível formalizar a situação de voluntários que exercem essas funções informalmente e daquelas pessoas que se têm oferecido para o voluntariado e a quem tem sido dito que logo que este protocolo estivesse formalizado a Misericórdia avançaria. “A Santa Casa é uma entidade já com alguma complexidade, imensas valências, praticamente todas da área social e os recursos são poucos, pelo que este protocolo vem ao encontro das nossas ansiedades e necessidades”, afirmou Maria José Figueiredo, agradecendo às demais entidades que viabilizaram o novo protocolo de parceria.

Santana Dias salientou “a tenacidade e a vontade que as instituições locais tiveram para que hoje em dia o «Rio Maior Voluntário» seja uma realidade” e deplorou que desde que foi criado o Banco de Voluntariado de Rio Maior essas mesmas instituições “não se tenham deparado senão com dificuldades da parte de quem tutela estas organizações”. Complementando o breve historial do projeto «Rio Maior Voluntário» entretanto feito pela presidente do Município, referiu que a parceria estabelecida logo de início pela Câmara e a Junta com a Santa Casa correspondeu à necessidade de incluir no acordo uma instituição apolítica, “longe de outra leitura que não a social” e essa foi uma decisiva mais-valia para o projeto.

Em relação à posterior inclusão do CLDS+ há uns três anos sensivelmente, o presidente da Junta de Freguesia de Rio Maior comparou-a a uma “lufada de ar fresco num projeto já muito ambicioso”, porque passaram a contar “com pessoas, não exclusivamente mas muitíssimo dedicadas à causa social, técnicas da área que acabaram, ao fim e ao cabo, por profissionalizar um pouco mais aquele que era um projeto não apenas de carolice mas que vivia muito disso mesmo”. Na sua opinião, “as instituições locais e os riomaiorenses em geral deram uma lição às instituições mais nacionais” fazendo prevalecer a sua vontade e persistência uma vez que o «Rio Maior Voluntário» continua “a ter pessoas a querer prestar serviço voluntário e é nosso papel colocar as regras o mais saudavelmente possível na prestação do trabalho voluntário”. O Voluntariado obedece a uma série de regras e critérios para que o voluntário esteja a fazer realmente bem o que lhe cabe fazer.

Categorias:Social Tags: , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Município, Desmor e COP mantêm parceria com novo protocolo Região | Município, Desmor e COP mantêm parceria com novo protocolo
Escola da Aldeia de Além cedida a Associação Escola da Aldeia de Além cedida a Associação
FP Ténis de Mesa tem protocolo com Rio Maior FP Ténis de Mesa tem protocolo com Rio Maior
Crédito Agrícola e NERSANT têm protocolo de 64 milhões Crédito Agrícola e NERSANT têm protocolo de 64 milhões

3 Comentários

  1. Boa tarde.
    Mudei-me recentemente para Rio Maior e gostaria de saber quem posso contactar para fazer voluntariado.
    Obrigado

Responder

Enviar Comentário

© 2019 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.