Pela vossa saúde não “brinquem” com coisas sérias

Na saúde não “brinquem” com coisas sérias.

por Garcia Cruz

“Um relatório encomendado pelo governo britânico estima a morte de 10 milhões de pessoas por resistência bacteriana até 2050, ultrapassando as mortes por câncer e diabetes, caso nenhuma medida de combate à resistência bacteriana seja instituída.”

Se toda a medicação deve ser tomada conforme orientação médica, os antibióticos, medicamentos que devem ser prescritos com muita prudência e conhecimento, exigem especial cuidado na hora de serem tomados. Um desses cuidados é o respeito rigoroso pelo intervalo entre as tomas, o que nem sempre acontece. Conheço casos de pessoas que não respeitam, com diferença de horas, o horário indicado pelo médico, seja por esquecimento ou por comodismo. Estas oscilações e incumprimentos são facilitadores de que as bactérias a eliminar não cedam à medicação, com as consequências daí resultantes.

Para que um antibiótico possa ser eficaz, ele deve manter, durante o tempo de tratamento, uma certa concentração no sangue. Se essa concentração baixar além de um certo valor, pelo atraso na toma seguinte, a bactéria é favorecida no seu fortalecimento e multiplicação, comprometendo assim o tratamento. Para que tal não aconteça, então, no momento certo (respeito pela orientação médica, fundada em ciência), é tomada nova dose, devendo respeitar-se, com rigor, o intervalo entre as tomas, até final do tratamento.

Apesar dos casos mais vulgares de erros com a toma de antibióticos prescritos pelo médico consistirem no aumento do intervalo de tempo entre as tomas, pode haver também quem encurte esse tempo, podendo isso levar ao aparecimento de efeitos tóxicos.

Não “brinquem” com a toma de antibióticos – respeitem as orientações do médico.

Considerando que os antibióticos mesmo bem tomados têm diversos efeitos secundários importantes, nomeadamente sério enfraquecimento do sistema imunitário, impõe-se, então, para minorar esse problema, respeitar integralmente as orientações do médico e consumir, durante algum tempo, probióticos de venda livre em farmácia (o próprio médico pode prescrever) ou pelo menos iogurtes com diferentes tipos de lactobacilos (mais barato) ou kefir, sendo também importante evitar açúcar e comida industrializada. Isso favorece muito o sistema imunitário.

A falta de atenção à nossa saúde, apesar de prejudicial pode não nos trazer problemas durante muitos anos. Já a falta de atenção à doença gera e agrava problemas muito rapidamente, podendo mesmo colocar a vida em risco. Não “brinquemos” com coisas sérias.

Nota: Texto escrito em desconformidade com novo AO.

Categorias:Saúde Tags: , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Sistema de hipoxia no complemento ao treino desportivo Sistema de hipoxia no complemento ao treino desportivo
Rio Maior já tem sistema de bicicletas partilhadas Rio Maior já tem sistema de bicicletas partilhadas
Marinha coordenou resgate médico a longa distância Marinha coordenou resgate médico a longa distância
Não levou a saúde a sério? Não faça o mesmo com a doença Não levou a saúde a sério? Não faça o mesmo com a doença

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.