Portugal prepara-se para o risco sísmico e de tsunami

ANPC realiza em 10 e 11/11/2015 o Exercício WESTSUNAMI de preparação para o risco sísmico e de Tsunami

Alegoria ao Terramoto de 1755 por João Glama Ströberle - Museu Nacional de Arte Antiga, in Wekimedia

Alegoria ao Terramoto de 1755, de Lisboa, por João Glama Ströberle – Museu Nacional de Arte Antiga, in Wekimedia

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) está a levar a cabo hoje e amanhã, terça e quarta-feira, dias 10 e 11 de novembro de 2015 um exercício na modalidade CPX (Command Post Exercise), que tem como propósito aferir o nível de resposta do sistema nacional de proteção civil à eventualidade de ocorrência de tsunami associado a um sismo.

Neste exercício, a ANPC conta com a participação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera e da Direção-Geral da Autoridade Marítima.

O exercício em causa enquadra-se num projeto europeu de recorte mais amplo – EU WESTSUNAMI –, que é coordenado pela Dirección General de Protección Civil y Emergencias de Espanha e que conta como participantes com a proteção civil de Marrocos e de Portugal.

O cenário escolhido para testar a resposta em matéria de proteção e socorro dos vários sistemas nacionais de proteção civil – português, espanhol e marroquino – é o correspondente ao do sismo de Lisboa de 1755.

No âmbito nacional, o exercício irá permitir testar o Plano Especial de Emergência de Proteção Civil para o Risco Sísmico e de Tsunamis da Região do Algarve (PEERST-Alg), nomeadamente ao nível da interligação entre os vários escalões em que se estrutura e organiza a proteção civil e os seus agentes, os protocolos relativos às comunicações de emergência, o sistema de aviso e alerta para o tsunami, as ferramentas previstas para a gestão das operações de proteção e socorro e os procedimentos destinados ao acolhimento e enquadramento de equipas internacionais projetadas para auxílio de emergência em caso de catástrofe.

Além disso, o exercício EU WESTSUNAMI tem ainda como objetivo mais amplo testar os protocolos de comunicação de emergência previstos entre os três países potencialmente afetados por um evento similar ao do sismo de Lisboa de 1755 – Portugal, Espanha e Marrocos – e as instâncias responsáveis pela gestão deste tipo de operações ao nível do Mecanismo Europeu de Proteção Civil (ERCC – European Response Coordination Centre), familiarizar a proteção civil marroquina com o emprego das ferramentas e sistemas de gestão de informação em uso pelo ERCC e pelos respetivos serviços de proteção civil de Portugal e Espanha, acionar o protocolo destinado à obtenção de imagens de satélite através do sistema COPERNICUS e testar os procedimentos oficiais previstos para auxílio internacional de emergência em caso de catástrofe originada por tsunami.

O exercício WESTSUNAMI não significa que esteja iminente um tsunami associado a uma ocorrência sísmica, pois, como é sabido, os sismos – eventos que estão na origem dos tsunamis – são eventos naturais, súbitos e imprevisíveis, para os quais a ciência não dispõe ainda de capacidade nem de meios para prever.

Fonte: SALOP

Categorias:Nacional Tags: , , ,

Também pode ser do seu interesse:

O fogo e as gentes O fogo e as gentes
Frio intenso preocupa Autoridade Nacional de Proteção Civil Frio intenso preocupa Autoridade Nacional de Proteção Civil
CDOS encena acidente em embarcação para testar resposta CDOS encena acidente em embarcação para testar resposta
Município do Cadaval participa em simulacro distrital de cheias Município do Cadaval participa em simulacro distrital de cheias

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.