Refeições escolares para o ano letivo 2014/2015 vão custar mais de 300 mil euros

A adjudicação do fornecimento de refeições escolares para o ano lectivo 2014/2015, ao consórcio Gertal Socigest Serviços, no montante de 309 864 euros acrescidos de IVA à taxa legal em vigor, foi aprovado por unanimidade na reunião de 8 deste mês, da Câmara Municipal de Rio Maior, com declaração de voto da vereadora Célia Flores (PS), no sentido de o executivo municipal continuar a ser intransigente na exigência de qualidade e quantidade dos alimentos servidos, para que não se repitam queixas como por exemplo aconteceu a dada altura, no ano lectivo findo, em relação ao peixe que era “intragável”, “um peixe de muito má qualidade”, referiu a autarca.

Por sua vez, o vereador Augusto Figueiredo (CDU), além de comungar da preocupação de Célia Flores quanto à necessidade de acompanhamento permanente da qualidade e quantidade dos alimentos, declarou que continua a lutar para que “não seja este o modelo de fornecimento de refeições no concelho de Rio Maior; temos que encontrar outros caminhos que garantam outras soluções e melhores”, o que na sua óptica “tem a ver com a economia social, com a produção feita em Rio Maior e também com a criação de emprego estável e com qualidade”, defendeu, sustentando que o actual modelo pode parecer ser mais barato mas naquele que propõe, “o que é induzido na economia local é muito melhor do que este tipo de negócios”.

Categorias:Economia Tags: , ,

Também pode ser do seu interesse:

Igualdade de Género traz Catarina Martins a Rio Maior Igualdade de Género traz Catarina Martins a Rio Maior
Pares de Rio Maior brilham na Taça José Casebre Pares de Rio Maior brilham na Taça José Casebre
Audição de Natal da Escola de Música do Arco da Memória Audição de Natal da Escola de Música do Arco da Memória
Escola Superior de Desporto atingiu a maioridade Escola Superior de Desporto atingiu a maioridade

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.