Região | Alexandre Correia na Escola Secundária de Rio Maior

Alexandre Correia, autor do «Diário de Bordo – Expedição Peugeot 3008», esteve na Escola Secundária de Rio Maior

O jornalista (ao centro) a receber uma medalha da Escola das mãos do professor Jacinto Silva (à esquerda); a direita a professora Rosa Amélia, a organizadora do encontro.

Durante treze anos, Alexandre Correia palmilhou 15 vezes um percurso digno do antigo Paris-Dakar, aquela que foi a mais longa e mais dura prova de rali em todo o terreno do Mundo, situada entre Lisboa, Dakar e Bissau, e permite, agora, que os seus leitores e ouvintes o façam.

Capa do livro de Alexandre Correia, «Diário de Bordo – Expedição Peugeot 3008».

O jornalista, com 40 anos de carreira e que, desde 1992, dirige a revista Todo Terreno, acedeu generosamente ao convite da Biblioteca Escolar da Escola Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira e veio partilhar a sua paixão e as suas (des)aventuras em duas sessões com públicos bem distintos: uma realizada da parte da manhã, no Estabelecimento Prisional de Vale de Judeus, para formandos dos cursos EFA, Secundário Recorrente e os cursos profissionais de Pastelaria e Padaria, e Mecânica Automóvel do CPJ. Durante a tarde, outra sessão na Escola Secundária, para turmas pré-selecionadas das quais destacamos o Curso Profissional Técnico de Mecatrónica Automóvel. Grande parte das vivências partilhadas na sessão estão registadas no livro da sua autoria recentemente lançado intitulado «Diário de Bordo – Expedição Peugeot 3008». Ao longo das 175 páginas do livro, com fotografias belíssimas, ouvimos a voz apaixonada de quem vive a desafiar-se.

Alunos e professores foram uma plateia atenta.

Assim, na escola, durante 90 minutos que pareceram meia hora, Alexandre foi-se desdobrando em histórias nascidas do seu contacto com o outro, num contexto de grande diversidade humana, cultural e linguística. Num registo apaixonado, algo saudoso e extremamente humanista, o escritor partilhou as suas vivências bastante intensas em terras africanas, fazendo, também, breves referências ao seu percurso biográfico e profissional, para ir “matando” a curiosidade dos presentes.

Em suma, a vinda de Alexandre Correia contribuiu para ampliar os horizontes daqueles que tiveram o privilégio de assistir às duas palestras, entrando todos os que participaram nos encontros  em sintonia com António Gedeão:

Minha alma é de todo o mundo

Todo o mundo me pertence

Aqui me encontro e confronto

com gente de todo o mundo

que a todo o mundo pertence*

* Poema «Minha aldeia», in Poesias Completas de António Gedeão, 1964, Lisboa: Sá da Costa Editora.

Texto e fotos: Rosa Amélia e Paula Ribeiro, professoras

Categorias:Educação Tags: , , , , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Salgema – Pastelaria. Vai um cafezinho? Um pastelinho? Região | Salgema – Pastelaria. Vai um cafezinho? Um pastelinho?
Região | Competições internacionais de Polo aquático em Rio Maior Região | Competições internacionais de Polo aquático em Rio Maior
Região | O Rio Maior Sport Clube vai a votos a 9/5/2019 Região | O Rio Maior Sport Clube vai a votos a 9/5/2019
Região | Cartoonista António Maia distinguido pelo Rotary de Rio Maior Região | Cartoonista António Maia distinguido pelo Rotary de Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2019 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.