Região | CCB: Exposição Bichos de Pata Articulada fica aberta até 14/6

Para aprender sobre ecossistemas e sustentabilidade com Bichos de Pata Articulada e o Exploratório, o Centro Cultural Gonçalves Sapinho da Benedita mantém a exposição até 14 de junho.

A exposição Bichos de Pata Articulada vai manter-se patente ao público no espaço do Centro Cultural Gonçalves Sapinho, Externato Cooperativo da Benedita (Alcobaça), até 14 de junho. Desta forma, a exposição produzida pelo Exploratório – Centro Ciência Viva de Coimbra poderá continuar a promover a aprendizagem sobre ecossistemas e sustentabilidade, como sublinham quatro jovens alunos responsáveis pela sua manutenção. Visitas de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30. Sábados, das 14h30 às 18h00.

Quem ainda não viu, não pode perder a oportunidade de ficar a conhecer a exposição Bichos de Pata Articulada na Benedita, sobretudo pelo que tem a transmitir sobre ecossistemas e sustentabilidade, de acordo com quatro jovens alunos do Externato Cooperativo da Benedita.

Os quatro alunos que têm sido responsáveis pela manutenção da exposição, coordenada pelo Exploratório.

Leonor Solla, Afonso Roberto, Inês Ribeiro e Francisco Rocha, são esses quatro alunos, todos entre os 17 e os 18 anos e a terminarem o 12.º ano de escolaridade na área das Ciências e Tecnologias. Têm sido responsáveis, num grupo onde destacam a presença de Katia Regina Danilo, auxiliar naquela comunidade educativa, pela manutenção, coordenada pelo Exploratório, e também pelo acompanhamento de visitas à mostra de animais vivos. E são unânimes a concordar com a opinião transmitida pelo colega e amigo Francisco Rocha, um futuro médico veterinário: “Esta é uma experiência muito importante e que todos deviam poder ter. Aprendemos tanto sobre ecossistemas, sustentabilidade e responsabilidade, que todos deviam poder partilhar experiências como a que esta exposição nos está a dar.”

Para Leonor Solla, que irá seguir Ciências Biomédicas, em Lisboa, ou então em Coimbra, e que sempre gostou muito de animais, “este tipo de experiência é importante porque ajuda a ter um sentido de responsabilidade com outros seres vivos”, para além de permitir “uma relação importante também com todas as outras pessoas envolvidas no projeto” e com “todos os que visitam a exposição”. Experiências e vivências que habitualmente não existem dentro do sistema educativo, pelo que, destacam os quatro jovens alunos, agradecem aos responsáveis da sua escola.

Decidido a seguir Biologia, apenas ainda sem saber qual a área, Afonso Roberto foi dos primeiros a querer participar na iniciativa: “Quando soube que a exposição vinha para a escola, fiquei muito entusiasmado, porque sempre gostei muito de bichos.” Agora quer ainda saber mais “sobre os insetos e a sua importância para os ecossistemas. Como, por exemplo, as abelhas, sem as quais não é possível à humanidade sobreviver”.

Inês Ribeiro, que irá seguir Enfermagem Veterinária, também não teve dúvidas sobre a participação no projeto. E deixa uma opinião clara sobre a importância da educação para travar a tragédia da extinção de espécies em massa, como reflete o mais recente relatório da ONU: “Claro que iniciativas com esta também contribuem, sobretudo para transmitir aos mais pequenos que todas as espécies têm o seu papel na Terra e que, sem elas, o equilíbrio não é possível.”

Siga o conselho sábio destes jovens alunos e não perca a oportunidade de ficar a conhecer a exposição Bichos de Pata Articulada. Formigas, escolopendras, aranhas, joaninhas ou gafanhotos são alguns dos bichos vivos que habitam esta exposição. Prepare-se para mergulhar no mundo dos artrópodes e vá conhecer de perto e como vivem estes animais de patas articuladas, que são também os mais abundantes e alguns dos mais importantes do planeta Terra.

Fonte: Exploratório

Categorias:Educação Tags: , , , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Judoca da Académica de Rio Maior é Campeão Nacional Região | Judoca da Académica de Rio Maior é Campeão Nacional
Região | Mais 7.500 volumes na Biblioteca do Museu Nacional de Etnologia   Região | Mais 7.500 volumes na Biblioteca do Museu Nacional de Etnologia  
Região | O Alcorão em Serão Temático promovido pela ACCRM Região | O Alcorão em Serão Temático promovido pela ACCRM
Região | BlastOff 2019 na Escola Superior de Desporto de Rio Maior Região | BlastOff 2019 na Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2019 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.