Região | Floricultura – A zínia, símbolo da simplicidade e da singeleza

Coordenação e texto de Tomás Duarte Ferreira | nairojorn@hotmail.com

Zínia

Síntese prática

  • Nome científico – Zinia elegans.
  • Nomes comuns – Zínia, rosa mística, flor de papel.
  • Origem – Várias regiões do continente americano.
  • Utilização – Canteiros, bordaduras, flor de corte.
  • Tipo de planta – Herbácea anual ou vivaz.
  • Família – Asteraceae.
  • Floração – Verão/Outono.
  • Exposição – Sol pleno e meia sombra.
  • Tipo de planta – Bolbosa vivaz.
  • Família – Liliáceas.
  • Tipo de solo – Terra de jardim, fértil e bem drenada.
  • Plantação – Início do Verão.
  • Multiplicação – Sementeira.
  • Rega – Frequente, em função da temperatura.
  • Fitossanidade – Várias pragas e doenças.

Planta muito sensível, que talvez por isso é o símbolo da simplicidade e da singeleza. Anual, ou vivaz, rústica da família das asteraceas, foi classificada pelo botânico alemão Johann Gottfried Zinn, em 1739, a quem ficou a dever o nome por que é conhecida.

Utilizada em canteiros e bordaduras, é uma das mais espetaculares e brilhantes plantas que ornamentam os nossos jardins. As flores de porte mais elevado são muito valorizadas e produzem arranjos florais de belo efeito.

As zínias são oriundas de regiões várias do continente americano como, por exemplo do México, do Chile, do Texas, do Colorado, etc. tendo sido introduzidas no século XVIII no continente europeu.

São conhecidas cerca de quinze espécies diferentes, sendo a Zinia elegans e a angustifólia as que maior interesse comercial e paisagístico suscitam. Possuem alturas de 15 a 90 centímetros, consoante as espécies.

As flores, singelas ou dobradas, são parecidas com as das dálias, e podem possuir coloração branca, creme, laranja, amarela, bronze, púrpura, violeta, etc. A floração verifica-se de junho a novembro, sendo conveniente ir eliminando as flores que vão murchando, o que estimula o aparecimento de novas flores.

As folhas são ovais, opostas e ásperas, de cor verde escura.

Estas plantas, não obstante a sua rusticidade são extremamente sensíveis às geadas e apreciam o sol pleno ou a meia sombra. O clima temperado é da sua preferência.

Instalação e cultura

Cultivar zínias não oferece muitas dificuldades. A sementeira tem início na Primavera, em estufim, a uma temperatura situada entre 20 e 23ºC. Após 5 ou 6 dias, se a semente estiver em boas condições, inicia-se a germinação. A repicagem, para pequenos vasos de turfa, executa-se quando as plantinhas atingem a robustez adequada, ficando uma planta em cada vaso. Após um período de aclimatação as plantas são colocadas em local definitivo, ao ar livre, surgindo a floração 50 a 60 dias depois da sementeira.

A melhor terra para a cultura das zínias é tendencialmente calcária, fértil e com boa drenagem. Os climas temperados, com temperaturas entre 15 e 23ºC, são os que mais favorecem a floração destas plantas. No entanto, quando devidamente aclimatadas, produzem bonitas flores em locais com temperaturas mais elevadas.

Na Primavera e no Verão devem ser quinzenalmente fertilizadas com adubo líquido, rico em fósforo e cálcio.

Multiplicação

A reprodução das zínias, cultivadas como anuais, faz-se por sementeira nos moldes já referidos. As zínias vivazes podem plantar-se no Outono.

Fitossanidade

Pese embora a sua rusticidade, estas plantas podem ser atacadas por agentes patogénicos de entre os quais os mais frequentes são os seguintes:

– Doenças causadas por fungos: Botrytis cinerea, Fusarium, Manchas nas folhas, Alternariosis e Oídio. Qualquer delas é facilmente identificável, existindo produtos que as podem combater com eficácia.

– Pragas: as mais frequentes são o pulgão, o aranhiço vermelho, nemátodos e lagartas.

Categorias:Diversos Tags: , , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Prímula – A primeira flor antes da Primavera Região | Prímula – A primeira flor antes da Primavera
Região | Orquídeas – as flores da maior família de plantas do Mundo Região | Orquídeas – as flores da maior família de plantas do Mundo
Região | Fitoterapia – Alecrim, mais uma planta aromática e medicinal Região | Fitoterapia – Alecrim, mais uma planta aromática e medicinal
Região | Ecologia e Ambiente – A degradação da fertilidade do solo Região | Ecologia e Ambiente – A degradação da fertilidade do solo

Responder

Enviar Comentário

© 2019 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.