Região | João Moutão deixa a Escola Superior de Desporto

João Moutão deixa a ESDRM para assumir uma vice-presidência no IPSantarém.

João Miguel Raimundo Peres Moutão deixa a direção da ESDRM ainda esta semana.

Na próxima segunda-feira, 10 de setembro de 2018, com a tomada de posse do Professor Doutor José Mira Villas Boas Potes como presidente do Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarém) serão também empossados como vice-presidentes, António Nuno Bordalo Pacheco e João Miguel Raimundo Peres Moutão.

João Moutão, que é o atual diretor da Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) não concluirá esse mandato que só terminaria em 2019, deixando ainda esta semana aquele cargo, para assumir uma das vice-presidências do Instituto Politécnico de Santarém.

A ESDRM deverá ir a eleições no primeiro terço de 2019. Pelo menos até lá a direção da Escola Superior de Desporto de Rio Maior será assumida pelo vice-diretor, Professor Doutor Luís Cid.

O Professor Doutor Luís Cid, vice-diretor da ESDRM assumirá a direção da Escola pelo menos até às eleições de 2019.

João Miguel Raimundo Peres Moutão foi o 4º diretor da ESDRM, tendo sucedido a Rita Santos Rocha. O segundo diretor da Escola foi Abel Santos, após os mandatos iniciais do Professor Doutor José Rodrigues a quem coube instalar em Rio Maior a Escola Superior de Desporto do Instituto Politécnico de Santarém.

A ESDRM, criada pelo Decreto-Lei nº 352/97, de 5 de dezembro, como unidade orgânica do Instituto Politécnico de Santarém, entrou em funcionamento, em instalações provisórias, em setembro do já longínquo ano de 1998, com 11 professores e 51 alunos. Hoje, dispondo já há uns anos de instalações próprias construídas de raiz, a Escola Superior de Desporto é o maior complexo edificado do concelho de Rio Maior, com quase um milhar de alunos e dezenas de professores que usufruem de todas as condições para a lecionação dos cursos que ali são ministrados. Possui refeitório mas debate-se com a falta de uma residência para 100 estudantes, que constando do projeto inicial nunca chegou a ser construída, nem mesmo nestes dois últimos anos, após a aprovação, por unanimidade, pela Assembleia da República, de uma recomendação instando o Governo para que viabilize a referida infraestrutura, essencial para que muitos jovens economicamente carenciados possam vir de suas terras espalhadas pelo país para Rio Maior, a fim de aqui frequentarem esta Escola, sendo que muitos já tiveram que desistir desse sonho.

Categorias:Educação Tags: , , , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Município de Rio Maior com orçamento de 24 646 674,00€ Região | Município de Rio Maior com orçamento de 24 646 674,00€
Região | Música Fora de Portas vai fazer-se ouvir em Arrouquelas Região | Música Fora de Portas vai fazer-se ouvir em Arrouquelas
Região | Leiria quer ser a Capital Europeia da Cultura em 2027 Região | Leiria quer ser a Capital Europeia da Cultura em 2027
Região | Rotary Clube de Rio Maior, 12 anos a investir nas pessoas. Região | Rotary Clube de Rio Maior, 12 anos a investir nas pessoas.

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.