Região | Obras no IC2 de Asseiceira a Freires estão previstas para 2019

Infraestruturas de Portugal pediram em agosto de 2018, autorização de encargos plurianuais para a reparação do IC2 de Asseiceira a Freires.

Esta semana o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, que tutela a Infraestruturas de Portugal – IP, esteve na vizinha vila de Alcanede, na apresentação dos investimentos de 6 milhões e 800 mil euros na requalificação da Estrada Nacional 362 e da Estrada Regional 361, estando o início das obras previsto para o primeiro semestre de 2019. Ótimo para as populações da região.

Em Rio Maior, para não falar do alargamento e modernização do troço da Estrada Nacional 114 entre a cidade e o nó da A15, que continua pendente sendo que a única certeza que se conhece é a promessa feita pelo Primeiro-ministro no Entroncamento, sobre as acessibilidades às Áreas de Localização Empresarial e Rio Maior tem duas – a Zona Industrial e o Parque de Negócios –, espera-se ansiosamente que o Estado ponha ordem no IC2 que atravessa este concelho desde a Asseiceira até ao Alto da Serra, se possível já em 2019 – e já é tardíssimo, tantos têm sido os acidentes, muitos deles definitivos para os acidentados.

Para já o que se sabe é que a Infraestruturas de Portugal “prevê lançar, até ao final do corrente ano” (2018), “um concurso para a contratação da empreitada IC2/EN1 – BENEFICIAÇÃO ENTRE ASSEICEIRA (KM 65+200) E FREIRES (KM 85+500), onde se inclui o troço que nos foi reportado com o pavimento em mau estado” (a IP refere-se a uma comunicação que o Município lhe remeteu a 7/9/2018, chamando a atenção para a “degradação acentuada do pavimento entre os km 65 e 77”).

Também se sabe, e é a Infraestruturas de Portugal que o escreve, que “está previsto para o 2º semestre de 2019 o início da empreitada «IC2/EN1 – Beneficiação entre Asseiceira (km 65+200) e Freires (km 85+500)»”.

Portanto sabemos que:

  • o lançamento do concurso para a contratação da empreitada está previsto ainda para 2018; e
  • o início das obras está previsto para o 2º semestre de 2019.

Sabe-se ainda, e cito de novo a Infraestruturas de Portugal, que o início das obras está “condicionado todavia à obtenção da autorização de encargos plurianuais, solicitada em agosto último”. Espera-se que o “condicionamento” não penda sempre para o mesmo lado… É que já foi assim com a Escola Superior de Desporto, é assim com a Residência de Estudantes da mesma escola, a necessidade de modernização e alargamento do troço da EN114 entre a cidade e o nó da A15 continua por satisfazer… Francamente, já cansa.

Enfim, é para estimular a urgência na reparação do troço do IC2 em questão, que junto ao texto algumas fotografias ilustrativas.

Dos trabalhos desta empreitada constarão, além dos pavimentos, intervenções na drenagem, na sinalização e na marcação, bem como no âmbito da segurança rodoviária com a construção de rotundas no troço a norte do Alto da Serra.”

Finalmente, que obras estão previstas? Ao que se sabe, dos trabalhos desta empreitada constarão, além dos pavimentos, intervenções na drenagem, na sinalização e na marcação bem como no âmbito da segurança rodoviária, com a construção de rotundas no troço, a norte do Alto da Serra, nomeadamente no cruzamento para Freires, junto à futura Área de Localização Empresarial da Benedita e no final da Avenida Padre Inácio Antunes, na Benedita, e também na ligação ao Casal da Fisga, já no concelho de Rio Maior.

Já agora, porque não repensar e refazer aquele redondel de acesso à cidade de Rio Maior para quem sai do IC2 no Alto da Serra, dando-lhe a dimensão de uma verdadeira rotunda e a comodidade de uma manobra sem curvas apertadas nem a passagem por um piso permanentemente descurado que é o da ligação ao antigo troço da EN1? Rio Maior merece ali uma entrada digna e não aquilo que lá está, por cima de cujo centro “ajardinado” de capim com um “passeio” cimentado à volta têm de passar, frequentemente, as viaturas pesadas, para evitarem “atropelar” a proteção metálica da tal ligação à antiga EN1 ao desfazerem a curva.

A construção de uma passagem superior à Estrada Nacional de ligação às Serras de Aire e Candeeiros, em Ataíja de Cima, poderá estar também nos planos.

Texto e fotos: Carlos Manuel

Categorias:Em Destaque, Rio Maior Tags: , , , , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Município de Rio Maior com orçamento de 24 646 674,00€ Região | Município de Rio Maior com orçamento de 24 646 674,00€
Região | Alcanede – IP apresentou a requalificação da EN362 e ER361 Região | Alcanede – IP apresentou a requalificação da EN362 e ER361
Região | Bombeiros de Rio Maior no Rescue Days na Póvoa de Varzim Região | Bombeiros de Rio Maior no Rescue Days na Póvoa de Varzim
Região | SerMaior já coligiu 21 ideias para o concelho de Rio Maior Região | SerMaior já coligiu 21 ideias para o concelho de Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.