Região | Paraquedista ferido na República Centro-Africana

Paraquedista sofre ferimentos ligeiros em combate na República Centro-Africana

Paraquedista sofre ferimentos ligeiros em combate na República Centro-Africana.

Esta manhã (31/1/2018), um militar português, pertencente à 4ª Força Nacional Destacada Conjunta ao serviço das Nações Unidas na República Centro-Africana, sofreu ferimentos ligeiros num braço após ter sido atingido por um projétil. O incidente ocorreu  no seguimento de confrontos com um grupo armado na região de Bambari, a 400 km a nordeste da capital, Bangui.

O paraquedista ferido encontra-se bem, em situação estável e já teve a oportunidade de falar com a família. Está a ser acompanhado pela equipa médica da Força portuguesa, que avaliou o ferimento como ligeiro, prevendo-se a sua permanência na missão.

O confronto da Força de paraquedistas com o grupo armado ocorreu durante uma ação de patrulha dos militares portugueses numa zona sensível da cidade de Bambari, conhecida por ser ocupada por elementos armados que ocupam de forma ilegítima habitações e ameaçam a população local, gerando um clima de insegurança e medo. Durante a operação, elementos armados não identificados, dispararam deliberadamente contra os paraquedistas portugueses, motivando a pronta resposta da força de forma a garantir a sua segurança e da população na área.

Na cidade de Bambari, classificada pelas Nações Unidas como weapons and armed groups free zone (zona livre de armas e grupos armados), os paraquedistas têm realizado diariamente patrulhas com o objetivo de contribuir para o sentimento de segurança da população e para a realização de operações de desarmamento dos grupos armados que se encontram ativos naquela região central do país.

Esta força de reação rápida, com elevados níveis de prontidão, está pronta para intervir em qualquer região do país para proteger a população, encontrando-se projetada na região de Bambari, a 400 km a nordeste da capital Bangui, desde o início de outubro.

A 4ª Força Nacional Destacada ao serviço das Nações Unidas, composta por 159 militares, na sua maioria Paraquedistas do 2º Batalhão de Infantaria Paraquedista do Exército, está no teatro de operações da  República Centro-Africana desde o dia 6 de setembro de 2018.

Fonte: EMGFA

Categorias:Nacional Tags: , , , , , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Porto de Mós com Centro de Recolha de Animais de Companhia Região | Porto de Mós com Centro de Recolha de Animais de Companhia
Região | Júri do Centro Qualifica da Secundária avaliou candidatos Região | Júri do Centro Qualifica da Secundária avaliou candidatos
Região | GNR: Condecorado o Estandarte Nacional do CTER Santarém Região | GNR: Condecorado o Estandarte Nacional do CTER Santarém
Região | CPJ celebra 30 anos no seu Núcleo de Formação de Alcoentre Região | CPJ celebra 30 anos no seu Núcleo de Formação de Alcoentre

Responder

Enviar Comentário

© 2019 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.