Residência de Estudantes: deputado insta ministro a avançar

Prioridade à construção da Residência de Estudantes da ESDRM

Deputado scalabitano quer que o ministro da Ciência e do Ensino Superior se entenda com o Município de Rio Maior

Maqueta das instalações da ESDRM, com o edifício da residência de estudantes assinalado num tom castanho.

Maqueta das instalações da ESDRM, com o edifício da residência de estudantes assinalado num tom castanho.

A Assembleia da República, em sua reunião plenária de 24 de fevereiro de 2017 aprovou, por unanimidade, um projeto de resolução apresentado pela Bancada do PCP, no sentido de a construção da Residência de Estudantes da Escola Superior de Desporto de Rio Maior passar a ter o “estatuto” de prioridade. Tratava-se do Projeto de Resolução 356/XIII «Pela construção de uma residência para estudantes na Escola Superior de Desporto de Rio Maior», da autoria de António Filipe e subscrito por Diana Ferreira, Ana Virgínia Pereira, Miguel Tiago, Ana Mesquita, Jorge Machado, Paula Santos, Carla Cruz, Francisco Lopes, Rita Rato, Paulo Sá, João Ramos e João Oliveira, todos deputados do Partido Comunista Português.

O Projeto de Resolução deu entrada em 1 de junho de 2016 e no dia seguinte foi admitido e baixou à Comissão de Educação e Ciência que emitiu o correspondente relatório/parecer ao presidente do Parlamento em 16 de junho de 2016; a pedido do autor, no dia 7 de fevereiro de 2017 voltou a baixar à referida Comissão para discussão tendo o respetivo relatório/parecer sido emitido em 23 do mesmo mês e votado a 24 na reunião plenária nº 56, colhendo a aprovação unânime do PSD, PS, BE, CDS-PP, PCP, PEV e PAN.

A residência de estudantes faz parte do projeto da Escola desde o seu início, tendo chegado a estar em PIDDAC – Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central e contemplado em Orçamento de Estado, do qual viria a ser retirado por alegadas contingências financeiras. Destina-se a estudantes que por dificuldades financeiras não têm capacidade para vir para Rio Maior frequentar a Escola Superior de Desporto se tiverem que pagar o seu alojamento, como já acontece com cerca de uma centena de jovens de vários pontos do país que por esse motivo não frequentam a ESDRM.

Para já, independentemente desta “prioridade” agora declarada e de a mesma se concretizar mais cedo ou mais tarde, Município de Rio Maior e Instituto Politécnico de Santarém, conforme protocolo celebrado em 5 de dezembro de 2016, por ocasião do 19º aniversário da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, prosseguem esforços no sentido de encontrarem soluções urgentes de alojamento para bolseiros. Nesse sentido é conhecida a opção local pela requalificação de edifícios na zona histórica da cidade.

Tendo em conta as expectativas de crescimento da Escola Superior de Desporto, uma solução não deverá atrapalhar a outra, antes complementando-se o que parece ser pacífico no seio da vereação riomaiorense.

Deputado do PSD eleito por Santarém insta ministro da Ciência e Ensino Superior a resolver o problema

Duarte Marques.

Duarte Marques.

Na semana a seguir à aprovação por unanimidade da resolução que defende a construção urgente da Residência de Estudantes na ESDRM, o deputado social-democrata Duarte Marques, eleito pelo Círculo Eleitoral de Santarém lembrou a Manuel Heitor, ministro da Ciência e Ensino Superior, em sua recente ida ao Parlamento, a sua “especial responsabilidade (…) em resolver este problema pois (…) era o secretário de Estado do Ensino Superior que no último governo de José Sócrates decidiu não construir a residência então prevista no projeto de construção das novas instalações da Escola Superior de Desporto de Rio Maior”.

O deputado lembrou-lhe o milhão de euros investidos pelo Município de Rio Maior na construção da escola, “que era responsabilidade do governo”, tendo ainda avançado que volvidos todos estes anos, a Câmara Municipal “estaria disposta a ajudar novamente o Ministério da Ciência e do Ensino Superior a encontrar uma solução rápida e capaz para este problema”.

Em resposta, Manuel Heitor “reiterou o empenho do Governo e do Ministro da Ciência em rapidamente resolver este problema que afeta cada vez mais estudantes”, assegurando – menciona uma nota do PSD – que para o Governo “parcerias e cofinanciamentos com parceiros locais são possibilidades em cima da mesa”.

Duarte Marques terá sugerido ao ministro que “tomasse a iniciativa de contactar a autarquia de Rio Maior” uma vez que esta “estaria disponível para em conjunto encontrar uma solução que envolva todos os parceiros”.

Categorias:Em Destaque, Rio Maior Tags: , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Deputado Carlos Coelho exige explicações ao Facebook Deputado Carlos Coelho exige explicações ao Facebook
Andebol – NA ESDRM é Vice-campeão da Zona 3 Andebol – NA ESDRM é Vice-campeão da Zona 3
A rua por trás do Bairro Social de Vale de Óbidos A rua por trás do Bairro Social de Vale de Óbidos
Em Pernes, muro de suporte entre ruas vai ser construído Em Pernes, muro de suporte entre ruas vai ser construído

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.