Ribatejano Martingil, o melhor português na Holanda

César Martingil, da Seleção Nacional de Ciclismo/Liberty Seguros é o melhor português no ZLM Tour.

César Martingil, jovem ciclista natural do Granho, no concelho de Salvaterra de Magos.

César Martingil, jovem ciclista natural do Granho, no concelho de Salvaterra de Magos (Santarém).

O ciclista ribatejano César Martingil terminou as duas primeiras etapas do ZLM Roompot Tour, ontem, sexta-feira, disputadas na Holanda, com o estatuto de melhor português. O ribatejano é o 64º da geral, a 2 minutos e 57 segundos do norueguês Amund Jansen Grondahl, que comanda esta prova da Taça das Nações de Sub-23.

A jornada começou com um contrarrelógio por equipas de 23 quilómetros, que foram percorridos por estradas estreitas, molhadas e enlameadas, em redor de Tholen. O sexteto português não se adaptou ao exercício, terminando na 24ª posição, a 2 minutos e 57 segundos da Noruega, que estabeleceu o melhor registo, 27 minuts e 46 segundos.

“Fizemos o melhor possível num percurso muito técnico, com estradas estreitas, molhadas e, em alguns pontos, até com lama. O vento forte as viragens perigosas foram outras dificuldades enfrentadas por todas as equipas”, afirmou o selecionador nacional, José Poeira.

A etapa vespertina ligou Kamperland e Zierikzee, através de uma viagem de 124 quilómetros. A chuva forte, o vento e a alta velocidade foram uma constante. Como consequência, o pelotão partiu-se em vários grupos, sucedendo-se também quedas e avarias.

A segunda etapa decidiu-se ao sprint. O holandês Fabio Jakobsen foi o mais rápido, diante do italiano Simone Consonni e do espanhol Ivan García Cortina, segundo e terceiro, respetivamente. César Martingil, 30º e Rui Oliveira, 36º, conseguiram entrar no primeiro grupo, apesar de Martingil ter sofrido uma queda já perto do final.

“O Rui Oliveira está num bom momento e conseguiu estar sempre na frente. O César Martingil também demonstrou uma boa condição, porque teve uma avaria e depois uma queda e ainda assim esteve com os melhores”, fez notar o selecionador nacional.

O contrarrelógio coletivo marcou a geral, com a Noruega, vencedora do exercício por equipas, a ocupar os quatro primeiros lugares da geral individual, com Amund Jansen Grondahl, à cabeça. César Martingil é 64º e Rui Oliveira é 65º, ambos a 2 minutos e 57 segundos, o tempo perdido por Portugal no contrarrelógio. João Silva é 97º, a 7 minutos e 14 segundos e Luís Gomes é 109º, a 9 minutos e 35 segundos. André Crispim e Fábio Mansilhas engrossaram a lista de 26 abandonos.

A terceira e última etapa corre-se neste sábado, 16 de abril, com partida e chegada em Goes e 177,2 quilómetros de extensão.

Fonte: FPC.

Categorias:Ciclismo Tags: , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Alexandre Ribeiro do Rio Maior Triatlo, na Lituânia Alexandre Ribeiro do Rio Maior Triatlo, na Lituânia
Mariana Silva no Torneio Internacional de Esposende Mariana Silva no Torneio Internacional de Esposende
Uma holandesa de Poortugaal… Uma holandesa de Poortugaal…
Taça da Europa com triatletas de Rio Maior Taça da Europa com triatletas de Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2017 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.