Terre de Femmes tem candidaturas abertas

Terre de Femmes já financiou 17 projetos ambientais em Portugal e tem candidaturas terminam a 30 de setembro.

Mlene Matos, vencedora do Prémio Yves Rocher 2015.

Mlene Matos, vencedora do Prémio Yves Rocher 2015.

Os projetos levados a cabo por mulheres portuguesas na área ambiental têm contado com o apoio do Prémio Terre de Femmes (Terra de Mulheres), que se tem revelado decisivo financeiramente no apoio à execução, bem como na respetiva notoriedade, por se tratar de uma ação de cariz internacional.

Em Portugal, já foram 17 os projetos financiados desde 2009, num investimento que já ascendeu a 73 mil euros, mas o Terre de Femmes está em 10 países e já apoiou 350 mulheres eco-empreendedoras num total de 1 milhão e 800 mil euros de investimento.

A cargo da Fundação Yves Rocher, Portugal acolhe agora a sua 8ª edição que já está em curso e com o prazo de inscrição de projetos até 30 de setembro.

O objetivo é apoiar os projetos desenvolvidos de forma independente e/ou através de uma estrutura sem fins lucrativos, mas também projetos provenientes de entidades com um objeto comercial, desde que possuam um alcance social e ambiental.

O projeto vencedor recebe o valor de 10 mil euros, havendo também uma menção especial a projeto reconhecido pelo júri, no valor de 3 mil euros.

O júri é composto por reputadas instituições: representantes da Liga para a Proteção da Natureza (LPN); Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAMAOT); e Instituto de Ciências Sociais da Universidade e Lisboa (ICS-UL).

A última vencedora portuguesa do Galardão foi a professora de inglês Inês Rodrigues que, através do projeto «Tabanca Solar» e com uma simples garrafa de água, leva iluminação a aldeias remotas da Guiné-Bissau.

Projetos como «Cabaz do Peixe», «BIO Somos Todos», «Campanha pelas Sementes Livres», «Fruta Feia» ou «FUTURO – O projeto das 100 mil árvores», foram apenas alguns dos 17 premiados em Portugal e que continuam a ter um forte impacto económico e social.

O Prémio Terre de Femmes está presente em 10 países: França, Alemanha, Suíça, Rússia, Marrocos, Portugal, Ucrânia, México, Turquia e Itália.

Os projetos distinguidos nas edições anteriores do Prémio Terre de Femmes Portugal podem ser consultados aqui: https://www.youtube.com/playlist?list=PLQJtub90GahPM_v5jXYGr4NhYGzqwYCr6

O Regulamento da 8.ª edição do Prémio Terre de Femmes Portugal pode ser consultado em: http://www.yves-rocher.pt/pt-pt/landing-pages/terre-de-femmes#

A Fundação Yves Rocher

Criada em 1991, a Fundação Yves Rocher – Instituto de França nasceu da iniciativa de Jacques Rocher, filho de Yves Rocher.

Pioneira de uma ecologia humanista e universal, a Fundação Yves Rocher compromete pela biodiversidade para uma Pegada Positiva.

Com ações em mais de 50 países e com a convicção de que os indivíduos podem mudar o Mundo, hoje a Fundação conta com quatro grandes projetos:

  • Terre de FEMMES – apoio a mulheres envolvidas, criadoras de comunidades ativas;
  • Plantons pour la Planète – plantação de árvores por todo o mundo, símbolo de enraizamento;
  • Plantes et Biodiversité – preservação espécies vegetais, únicas e vitais a todos; e
  • Photo, Peuples et Nature – suspensão do tempo graças ao olhar dos fotógrafos.
Categorias:Ecologia e Ambiente

Também pode ser do seu interesse:

Audição Final de 2017/2018 das Escolas de Música da ACCRM. Audição Final de 2017/2018 das Escolas de Música da ACCRM.
18 medalhas para o Clube de Natação, entre Rio Maior e Sevilha 18 medalhas para o Clube de Natação, entre Rio Maior e Sevilha
Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números
Atividade Operacional do Comando Territorial de Santarém Atividade Operacional do Comando Territorial de Santarém

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.