Tribunal popular em Alcanede para “julgar” situação do Centro de Saúde

Centro de Saúde de Alcanede.

Centro de Saúde de Alcanede.

Na última 4ª feira, 15 de abril, reuniram-se em ‘tribunal popular’ aproximadamente duas centenas de utentes do Centro de Saúde de Alcanede, uns da própria freguesia de Alcanede e outros da vizinha freguesia da Gançaria.

Protestavam porque os cerca de 5.000 utentes das duas freguesias servidos por aquele Centro de Saúde estão com apenas um médico e nem sequer todos os dias, para o qual cada pessoa só poderá marcar uma consulta por mês; além disso não é médico de família.

Esta situação ocasiona demoradas esperas por consultas e até mesmo para a emissão de receitas, além de graves transtornos a pessoas portadoras de doenças mais complicadas.

A situação no Centro de Saúde de Alcanede ter-se-á agravado desde que um dos médicos foi detido na sequência de uma investigação judicial e uma médica pediu a exoneração.

Aparentemente o Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria não terá médicos para poder acudir a Alcanede.

Categorias:Regional Tags: 

Também pode ser do seu interesse:

CUSP promove ação pública defronte do Centro de Saúde CUSP promove ação pública defronte do Centro de Saúde
Construção de Centro de Saúde no Cadaval vai avançar Construção de Centro de Saúde no Cadaval vai avançar
Cerca de 11 mil pessoas sem médico de família Cerca de 11 mil pessoas sem médico de família
Mais uma médica cubana no Centro de Saúde de Rio Maior Mais uma médica cubana no Centro de Saúde de Rio Maior

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.