União Desportiva de Rio Maior venceu o campeonato!

À quarta foi de vez!

Foram precisos quatro jogos entre a União Desportiva de Rio Maior (UDRM) e a União Desportiva de Santarém (UDS), para que finalmente uma das equipas se sobrepusesse à outra.

Desta vez a UDRM foi mais forte e venceu a partida, que lhe valeu também o título de Campeã da 2ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Santarém.

As duas equipas chegaram ao último jogo da fase de apuramento de campeão, separadas por apenas três pontos. A jogar em casa, no Campo Chã das Padeiras em Santarém, a UDS necessitava de uma vitória que lhe permitisse igualar pontualmente a UDRM, onde venceria depois pelo desempate por confronto directo (a UDS levava vantagem devido ao empate a 2 bolas no jogo da primeira volta em Rio Maior). Já à UDRM bastar-lhe-ia apenas o empate para se sagrar campeã.

Persi Mamede abriu a contagem.

Persi Mamede abriu a contagem.

Mas a equipa de Rio Maior não entrou em campo para jogar para o empate, e logo aos 5 minutos de jogo colocou-se em vantagem, já depois de Alberto Silveira ter chegado atrasado a um cruzamento de Leonard, que rasgou toda a área contrária e que por pouco não encontrou o caminho da baliza escalabitana. Pouco depois, novo cruzamento para a área contrária e o guardião da UDS a sair em falso, deixando a bola e a baliza à mercê de Persi Mamede, não encontrou outra solução senão derrubar em falta, dentro da área, o avançado cabo-verdiano da equipa de Rio Maior. Na conversão da grande penalidade, o mesmo Persi não perdoou e apontou o primeiro, com muita festa no relvado e na bancada.

O lance do penalty e a pressão que se fez sentir pelos atletas e adeptos da UDS, pareceu ter condicionado a partir daqui a actuação do jovem árbitro da partida, sem razão pois a decisão foi acertada. A UDRM, apesar de estar em superioridade numérica, encontrou sempre durante vários minutos, muitas dificuldades para explanar o seu jogo sendo repetidamente penalizada com faltas que pareceram exageradas ou com decisões demasiado rigorosas, não se verificando o mesmo critério em sentido contrário.

A UDS conseguia assim equilibrar a partida, pese embora a desvantagem numérica, e por duas vezes podia ter chegado ao empate ainda antes do intervalo, não fossem as brilhantes intervenções do guardião riomaiorense, Fábio Silva.

Na segunda metade da partida, e já a jogar com o Sol por trás das suas costas, a equipa riomaiorense foi tremendamente mais forte, e aos 54 minutos, Mauro Pulquério, na sequência de um pontapé de canto cobrado de forma exemplar por Bruno Costa, apareceu ao segundo poste para, de cabeça, ampliar o resultado. O lance é divido com David Cruz que sob a linha de golo aparece a confirmar o golo, mas o árbitro decidiu atribuir a autoria ao central goleador da UDRM.

David Cruz teve pouco depois o seu prémio. Aproveitando uma bola colocada em profundidade, o ponta-de-lança da UDRM fez o que quis de um adversário directo e rematou colocado e fora do alcance do guardião escalabitano, aumentando a vantagem para 0-3, deixando a UDRM cada vez mais perto do seu 4º título de campeão, o primeiro no escalão secundário da AFS.

Já com o “carrasco” do SC Barrosense na jornada anterior (João Moura), em campo, a UDS conseguiu reduzir a desvantagem, tirando partido de uma grande penalidade a punir uma falta do central Mauro sobre o extremo escalabitano Ricardo. Na conversão, o homem das bolas paradas da UDS, Costinha, não perdoou e fez o 1-3. Temeu-se por alguns instantes uma “sequela” do empate em Rio Maior, mas tudo não passou de um mero “canto do cisne”, que Leonard fez questão de silenciar pouco depois.

Desta vez o holandês não foi voador, porque nem teve de tirar os pés do chão para bater de cabeça, pela quarta vez, o guardião escalabitano. O livre, aproveitado de forma brilhante por Leonard, foi batido pelo lateral direito Bruno Costa.

Leonard e os seus colegas festejam o golo que encerrou a contagem.

Leonard e os seus colegas festejam o golo que encerrou a contagem.

Minutos depois terminava a partida e começavam as merecidas celebrações, com todo o plantel a fazer questão de festejar junto às largas dezenas de adeptos riomaiorenses que fizeram questão de, mais uma vez, acompanhar a sua equipa.

No final a alegria era imensa entre elementos da equipa de Rio Maior, e o treinador principal, Vítor Alexandre, não quis deixar de enaltecer o espírito que os seus atletas evidenciaram ao longo de toda a época, realçando que as dificuldades sentidas no início só engrandecem ainda mais este feito. De resto, para o técnico riomaiorense, que alcançou o seu primeiro título enquanto treinador, os seus atletas seriam sempre campeões independentemente do desfecho desta última partida.

Pode ver, na galeria de imagens que se segue, as imagens do jogo e da festa (para ir passando as imagens basta clicar).

Nas bancadas, realce-se a presença, entre outras, da Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, do Secretário da Assembleia Municipal, Carlos Neto, e do Administrador da Desmor EM, Carlos Coutinho.

Por outro lado, foi de estranhar a ausência de elementos da direcção da AFS num jogo desta importância, tal como ainda se estranha ainda mais a ausência de policiamento numa partida que se previa bastante emotiva e que atraiu várias centenas de pessoas.

De resto, sabemos que a AFS, na pessoa de um dos elementos da sua direcção, fez questão de transmitir os seus parabéns à equipa riomaiorense logo durante a manhã de hoje (dia 25).

A festa que começou no relvado do “Chã das Padeiras”, estendeu-se depois à Praça da República e Avenida Paulo VI, em Rio Maior, terminando mais tarde num jantar de grupo que reuniu também a Presidente de Câmara, Isaura Morais, no restaurante “Fortaleza”.

Categorias:Desporto Tags: , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Rio Maior volta a receber o Challenger da NERSANT Rio Maior volta a receber o Challenger da NERSANT
Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números Os Bombeiros Voluntários de Rio Maior em números
Includ-ED dá a volta ao Agrupamento Fernando Casimiro Includ-ED dá a volta ao Agrupamento Fernando Casimiro
A Seleção Nacional de Futsal está em Rio Maior A Seleção Nacional de Futsal está em Rio Maior

Um Comentário

  1. MANUEL JOSE NETO diz:

    boa tarde
    a todos os jogadores ,equipa tecnica ,e diretores, envio daki ( BRASIL) os meus sinceros parabens pela vitoria alcançada este fim de semana, e respetivo feito (CAMPEÕES DE DISTRITO DE SANTARÉM).FICOU MUITO ORGULHOSO PELO FEITO E JÁ TIVE OPUTUNIDADE DE FELECITAR POR TELEFONE AO MEU AMIGO NINO ESPERTO. PARABENS POR ESSE FEITO. UM ABRAÇO PARA TODOS.
    MANUEL JOSÉ NETO PEREIRA

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.