Villas-Boas é candidato à presidência do IPSantarém

O Professor Coordenador José Mira de Villas-Boas Potes é candidato a presidente do Instituto Politécnico de Santarém.

Atual diretor da Escola Superior Agrária, Villas-Boas Potes tem consigo os diretores das Escolas Superiores do IPSantarém

José Mira de Villas-Boas Potes é candidato a presidente do IPSantarém e conta com o apoio dos diretores das Escolas Superiores.

Jorge Justino, o ainda presidente do Instituto Politécnico de Santarém ao qual, entre outras Escolas Superiores pertence a Escola Superior de Desporto de Rio Maior, está de saída depois de mandatos consecutivos à frente da instituição académica. Entre os possíveis candidatos à sucessão, para o “render da guarda” assume-se o atual diretor da Escola Superior Agrária, José Mira de Villas-Boas Potes.

“O Politécnico de Santarém está a passar por um período difícil, que tem sobretudo a ver com as crónicas dificuldades orçamentais que têm condicionado a sua atividade, e com uma organização e gestão pouco eficientes, tanto dos seus recursos financeiros como humanos.

As eleições para o Conselho Geral da Instituição ocorreram sob este espectro e levaram a que os diretores das Escolas que constituem o Politécnico de Santarém se tivessem organizado para apresentar uma lista, que viria a ser a mais votada, sob o lema «Por um Instituto mais forte».

Este facto inédito na vida da Instituição veio criar uma responsabilidade acrescida quanto à apresentação de uma candidatura à Presidência do Politécnico de Santarém, de acordo com o compromisso então assumido”, começa por explicar este candidato em nota distribuída às redações.

José Mira de Villas-Boas Potes assume ser “com o maior orgulho e sentido de missão” que apresenta a sua candidatura ao cargo de presidente do Politécnico de Santarém, “juntamente com os diretores das Escolas Superiores”, afirmando-se “convicto que a experiência académica e de gestão organizacional” que foi acumulando ao longo dos anos, lhe “permite identificar não só os desafios” que se lhe colocam “como as soluções mais adequadas, criando pontes e mobilizando a comunidade”.

O candidato enuncia como “objetivo primeiro” da sua candidatura “consolidar a integração das cinco Escolas Superiores na gestão do Politécnico de Santarém, que a elas deve a sua existência, como alternativa a uma gestão centralizada das Escolas que espartilha processos e cria o afastamento e desmobilização da comunidade académica relativamente à governação do Instituto”.

A estratégia de fundo da candidatura – especifica – assenta em dois pontos fundamentais:

  1. Reforçar a ligação dos processos de ensino-aprendizagem com os respetivos contextos sócio-profissionais no sentido de “ensinar-fazendo”, isto é, transmitir conhecimentos e desenvolver competências de carácter profissionalizante; e
  2. Insistir na abertura do Politécnico de Santarém ao exterior, nomeadamente o seu envolvimento e comprometimento com aquilo que pode disponibilizar, para em conjunto com os parceiros socioprofissionais contribuir para o desenvolvimento regional, nacional e internacional.

Villas-Boas Potes conclui declarando que a sua candidatura “visa mobilizar toda a comunidade académica e todos os atores da região em torno de uma estratégia para o futuro do Politécnico de Santarém”.

Categorias:Educação Tags: , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Violência doméstica leva à apreensão de uma série de armas Região | Violência doméstica leva à apreensão de uma série de armas
Região | Isaura Morais já integra os corpos dirigentes da ERTAR Região | Isaura Morais já integra os corpos dirigentes da ERTAR
Região | Atividade Operacional do Comando Territorial de Santarém Região | Atividade Operacional do Comando Territorial de Santarém
Região | Campeonatos de Verão: 102 pódios e 9 recordes para o CNRM Região | Campeonatos de Verão: 102 pódios e 9 recordes para o CNRM

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.