Voltam a agravar-se os riscos de incêndio

Vêm aí condições meteorológicas adversas, favoráveis aos riscos de incêndio florestal.

sol_topoO Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê um agravamento significativo das condições meteorológicas associadas ao tempo quente e seco e, consequentemente, dos índices de risco de incêndio, salientando-se para os próximos dias:

– Um aumento da intensidade do vento no litoral oeste e terras altas, diminuição da humidade relativa do ar, para valores inferiores a 30% nas regiões do sul e do interior centro e norte, e continuação da temperatura máxima entre 30 e 35 °C nas regiões do sul e interior centro;

– O agravamento das condições meteorológicas a partir de domingo e segunda-feira nas regiões do litoral norte e centro, com aumento significativo da temperatura para valores de máxima acima de 30°C na generalidade do território, em especial nas regiões do sul e bacia do rio Tejo com valores entre  35  e  37°C,  diminuição  da  humidade  relativa  do  ar  para  valores  inferiores  a  30%  na generalidade do território.

Este alerta é, evidentemente, da Autoridade Nacional de Proteção Civil, que chama ainda a atenção para os efeitos expectáveis:

  • Tempo quente e seco e vento moderado com permanência de condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios florestais.
Categorias:Nacional Tags: , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Região | Governo declara situação de alerta para Portugal continental Região | Governo declara situação de alerta para Portugal continental
10 anos SIPREX numa conversa com Alberto Laurentino 10 anos SIPREX numa conversa com Alberto Laurentino
Agravamento do estado do mar no Continente Agravamento do estado do mar no Continente
Agravamento severo do estado do mar a partir de 1/2/2017 Agravamento severo do estado do mar a partir de 1/2/2017

Responder

Enviar Comentário

© 2018 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.