Marca de Rio Maior nos melhores vinhos da região

Quinta de Porto Nogueira tem marca de Rio Maior

Da esquerda para a direita: António Barreira, Rafael Neuparth Vieira e José Pereira Barreira, na Quinta de Porto Nogueira.

Da esquerda para a direita: António Barreira, Rafael Neuparth Vieira e José Pereira Barreira, na Quinta de Porto Nogueira.

Na continuação do artigo publicado recentemente (http://www.regiaoderiomaior.pt/uma-viagem-pelos-melhores-vinhos-da-regiao/), voltamos ao dia 14 de março, que alguns Riomaiorenses dedicaram ao enoturismo, e que terminou na Quinta do Porto Nogueira. Uma Quinta cheia de história, agora com uma marca riomaiorense. É um projeto de vinho e turismo, conduzido pela família Mendes Barreira, relacionada com o empresário riomaiorense José Pereira Barreira.

Quinta_Porto_Nogueira_vista

Situada em Alguber (no início do vizinho concelho do Cadaval) esta quinta tem muito passado e por certo, muito futuro. Os imóveis encontram-se recuperados e modernizados: por um lado devidamente adaptados à vinificação de uvas para a produção de grandes vinhos e, por outro lado prontos para bem receber, numa Country House rodeada de natureza e bem adaptada ao turismo vínico e ao turismo de natureza.

Quinta_Porto_Nogueira_rececao

A Quinta de Porto Nogueira data da primeira metade do século XVIII, tem um passado marcante, tendo pertencido durante mais de 2 séculos à família Fogaça. Em 1980 a Quinta foi doada por Júlio Melo Fogaça (um reconhecido intelectual de esquerda que dedicou a sua vida à militância comunista) a favor da Academia de Ciências de Lisboa. A exploração da Quinta compreende extensas áreas de pomares de pera rocha do Oeste em cerca de 25 hectares, vinha em cerca de 14 hectares, estando a restante área dedicada à floresta de eucalipto certificada. Foi adquirida em 2004 pela família Mendes Barreira que procedeu à recuperação e adaptação do conjunto edificado e à reestruturação e reconversão das plantações agrícolas.

Quinta_Porto_Nogueira_cubas

A produção de vinhos é conduzida sob a denominação social Casa Romana Vini (nome com origem na centenária Ponte Romana contígua à Quinta do Porto Nogueira), estando orientada para a produção de vinhos brancos, tintos e espumantes de grande qualidade, exclusivamente a partir de uvas próprias, sujeitas a um rigoroso processo de triagem e de escolha de cachos e de bagos. A Casa Romana Vini produz nesta Quinta os vinhos das marcas «Villa Nogueira», «Quinta Nogueira» e «Página», a partir de várias castas entre as quais se destacam: Sauvignon Blanc, Arinto, Chardonnay, Moscatel, Touriga Nacional e Pinot Noir. Também produz vinhos nos excelentes terrenos das vizinhas aldeias de Quintas/Vale Barco (Rio Maior) com a marca «Quinta da Escusa».

A Country House encontra-se em soft opening, devendo estar a operar em pleno no início do próximo verão. Este projeto de enoturismo teve distinta aprovação pelos apreciadores que visitaram o espaço no dia 14 de março. Mas por ali há mais notas de riomaiorenses: Rafael Neuparth Vieira é um dos enólogos enquanto Bruno Rolo, há muitos anos dedicado ao wine design, foi o criador dos rótulos das garrafas.

Texto e fotos: Manuel Silva

Categorias:Em Destaque, Regional Tags: , , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Rio Maior: Augusto Figueiredo lidera candidatura da CDU Rio Maior: Augusto Figueiredo lidera candidatura da CDU
Seleções de Natação do Brasil escolheram Rio Maior Seleções de Natação do Brasil escolheram Rio Maior
O 4º Aniversário de A Ovelhinha em Rio Maior O 4º Aniversário de A Ovelhinha em Rio Maior
Ciclismo: 12ª Volta a Portugal de Juniores Liberty Seguros Ciclismo: 12ª Volta a Portugal de Juniores Liberty Seguros

Responder

Enviar Comentário


nove − = 7

© 2017 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.