Pesar unânime pelo falecimento de António Feliciano Júnior

Câmara Municipal de Rio Maior aprovou, por unanimidade, Voto de Pesar pelo falecimento da António Machado Feliciano Júnior

voto_pesar_Feliciano_Junior

Na reunião de Câmara desta sexta-feira, dia 10 de fevereiro de 2017, a presidente Isaura Morais propôs a aprovação de um Voto de Pesar da autarquia, pelo falecimento de António Machado Feliciano Júnior, cujo texto apresentou à consideração da vereação. Foi imediatamente observado um minuto de silêncio e depois votada, por unanimidade, a aprovação do documento cujo teor é o seguinte:

António Machado Feliciano Júnior.

António Machado Feliciano Júnior.

— Foi com enorme tristeza e consternação que a comunidade riomaiorense tomou conhecimento, a 8 de fevereiro, do falecimento do Professor António Machado Feliciano Júnior, aos 92 anos, vítima de doença prolongada.

Uma perda importante para a nossa sociedade, pois consigo partem também as suas memórias e conhecimento de quase um século de vivências do nosso concelho, uma vida que marcou gerações de riomaiorenses.

Nascido filho de um alfaiate local, António Machado Feliciano Júnior dedicou a sua vida profissional ao ensino, mas a sua curiosidade inata e a sua necessidade de adquirir e partilhar conhecimento fizeram com que deixasse também a sua marca no teatro, fazendo parte do Grupo Cénico Zé Pereira, na fotografia, captando com a sua sempre presente máquina fotográfica quase um século da nossa história comum, no cinema, na rádio e no jornalismo, sendo diretor do jornal Região de Rio Maior desde 1989 até à data do seu falecimento, assim como professor em diversos estabelecimentos de ensino do nosso concelho.

Homem extremamente culto, foi membro ilustre da Santa Casa da Misericórdia local, fundador do Círculo Cultural de Rio Maior, membro da Báquica Confraria Almoçarista, exerceu também a atividade de desenhador, de promotor de inúmeras atividades culturais e recreativas ao longo da sua vida, muitas delas centradas em torno daquela que seria a sua grande paixão, o Colecionismo. Da Numismática à Filatelia e Medalhística, entre outros, muitas foram as coleções que formou, os artigos que escreveu sobre o tema, as exposições que promoveu e o Encontro Nacional de Colecionadores, que organizou durante 39 edições, e que foi durante muitos anos o maior realizado em todo o país.

Partiu o homem, a nossa comunidade ficou mais pobre com o seu desaparecimento, mas as gerações de riomaiorenses que a sua vida marcou guardarão certamente a memória de um homem bom, que para todos tinha um sorriso e uma palavra amiga e que de todos era simplesmente e carinhosamente conhecido por Prof. Feliciano.

Com a aprovação unânime deste voto de pesar, a Câmara Municipal de Rio Maior expressa publicamente as suas sentidas condolências à família e amigos do Professor António Machado Feliciano Júnior, reconhecendo a importância da sua vida para o desenvolvimento cultural do nosso concelho.

Aprovado em Sessão da Câmara Municipal de Rio Maior de 10 de fevereiro de 2017.

Categorias:Em Destaque, Sociedade Tags: , , ,

Também pode ser do seu interesse:

Tributo a António Feliciano Júnior Tributo a António Feliciano Júnior
Daniel Pinto apresentou a sua candidatura à Câmara Daniel Pinto apresentou a sua candidatura à Câmara
Município cede viatura a Centro de Saúde Município cede viatura a Centro de Saúde
Município aprovou apoio ao Centro Social de S. João Batista Município aprovou apoio ao Centro Social de S. João Batista

Responder

Enviar Comentário


cinco − = 3

© 2017 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.