UDRM complicou apuramento para a Taça Ribatejo

A União Desportiva de Rio Maior complicou as contas do apuramento para a segunda fase da Taça Ribatejo, edição 2014/2015, depois de perder no terreno do CD Torres Novas no passado domingo, dia 16.

A equipa de Rio Maior já sabia que não teria tarefa fácil pois pela frente tinha uma das equipas que melhor futebol joga, em competições da Associação de Futebol de Santarém, e que, tendo em conta o orçamento que apresenta para a presente temporada, tem de ser tida como candidata a vencer as competições em que se insere. Em todo o caso, a primeira vitória em jogos a contar para o campeonato, no fim-de-semana anterior, frente à UD Chamusca, havia moralizado a equipa de Rio Maior que se apresentou na cidade torrejana apostada em disputar a vitória e o possível apuramento.

O jogo principiou numa toada intensa, com muita disputa pela posse do esférico a meio-campo, ainda que nem sempre bem jogado.

O primeiro sinal de perigo surgiu ainda no primeiro quarto de hora da partida, numa perdida de Piqué, que tentou sair a jogar onde não devia, acabando por perder a bola e dando azo a uma jogada em que Isaac e João Alves resolveram a custo.

A defrontar a sua ex-equipa, o jogo não correu bem a Persi, que acabou expulso já nos penaltis.

A defrontar a sua ex-equipa, o jogo não correu bem a Persi, que acabou expulso já nos penaltis.

Apesar do equilíbrio em termos de posse de bola, a verdade é que o CD Torres Novas transitava o esférico com maior à vontade e maior qualidade, enquanto os riomaiorenses iam denotando algum nervosismo e assumindo pouco o transporte do esférico.

A equipa da casa voltou a ter uma boa oportunidade para se colocar em vantagem por volta do minuto 28, quando um erro de Marco na intercepção de um passe, deixou Tiago Vieira isolado que rematou perante um Isaac completamente batido, valendo o corte sobre a linha de golo de Vinícius. Vinícius, que logo na jogada seguinte, voltou a ter de resolver num lance em que a equipa de Rio Maior foi apanhada em contra-pé.

O sinal mais ia para a equipa da casa, que aos 39 minutos passou para a frente do marcador, num lance bem esquematizado, em que valeu uma primeira intervenção de Tournebise a evitar o golo, mas depois, André Vieira, sem oposição, acabou mesmo por concretizar na recarga.

O CD Torres Novas só não foi para o intervalo a ganhar por 2-0 porque, Isaac esticou-se e desviou por cima da trave o remate de André Vieira que ficou isolado após ter ultrapassado Marco.

CDTN x UDRM 02

Desta vez, Sousa, não conseguiu fazer o “gosto ao pé”.

Ao intervalo, a diferença no marcador justificava-se, ficando, ainda assim, a ideia que a UDRM poderia discutir, no segundo tempo, o resultado.

Na segunda metade, a UDRM conseguiu equilibrar o jogo, mas nunca conseguiu incomodar verdadeiramente o guardião da casa, Quaresma.

Aos 63 minutos, um lance que poderia ter mudado o curso da partida. Num pontapé de canto, o defesa central da UDRM, Vinícius, foi travado em falta dentro da grande área, ao ser agarrado por Caetano, de forma grosseira, pelos cabelos. Nem o árbitro nem o auxiliar, no enfiamento da jogada, viram o lance que para além da grande penalidade daria, certamente, em expulsão para o jogador da equipa da casa.

Pouco depois, quis a ironia do destino, que o mesmo Vinícius cometesse uma falta, perto da sua área, que o árbitro decidiu, desta vez, punir com a segunda cartolina amarela e consequente vermelho, expulsando o defesa riomaiorense. Um lance que acabou por definir o vencedor da partida.

CDTN x UDRM 03

Bruno Costa entrou bem, no segundo tempo, mas já não foi a tempo de evitar a derrota.

A UDRM, mais do que a falta de um jogador importante, acusou a expulsão injusta do seu jogador, e não conseguiu mais chegar perto da área contrária, conseguindo, ainda assim, resistir até perto do final da partida, altura em que algum desnorte se apoderou dos riomaiorenses, e Soma, a aproveitar dois erros de Isaac, acabou por fazer mais dois golos que sentenciaram a partida e colocaram o resultado num 3-0, quanto a nós, demasiado desnivelado.

Não se contesta o vencedor da partida, pois o CD Torres Novas foi de facto melhor durante os 90 minutos, no entanto, algumas decisões no mínimo estranhas, por parte da equipa de arbitragem acabaram por ajudar uma equipa que não precisava dessas ajudas.

Categorias:UDRM Tags: , , , , ,

Também pode ser do seu interesse:

AFS adotou medidas de apoio ao futebol e futsal AFS adotou medidas de apoio ao futebol e futsal
Judo. V Open Internacional de Cadetes Judo. V Open Internacional de Cadetes
Juniores do Sporting, campeãs em Rio Maior Juniores do Sporting, campeãs em Rio Maior
Final da Taça do Ribatejo em Seniores é já a 1 de maio Final da Taça do Ribatejo em Seniores é já a 1 de maio

Responder

Enviar Comentário


9 + quatro =

© 2017 . Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por MDS Implement Ideas.